O RETORNO DE JACK RYAN – PARTE ii

Agente da moral e correção

Agente da moral e correção

Três anos depois de “Jogos Patrióticos” Harrison Ford aceitou voltar ao papel do agente Jack Ryan em “Perigo Real & Imediato” (Clear and Present Danger), também dirigido por Philip Noyce e adaptando o livro homônimo que Clancy publicou em 1989. Na história, Jack Ryan se envolve no combate ao tráfico de drogas e vem a descobrir que o  governo norte-americano autorizou uma intervenção ilegal contra o cartel colombiano de drogas, o que o leva até os  mais altos cargos da casa branca, incluindo o próprio presidente que assume uma postura igual a de Richard Nixon no caso Watergate, ou seja, negando conhecimento mas envolvido até o pescoço.O roteiro de Donald Stewart, Steven Zaillian e John Millius promove novamente algumas mudanças em relação ao livro de Clancy como por exemplo o final em que Ryan svai depor perante o  Congresso, para denunciar todo o esquema sujo, enquanto que no livro Ryan decide não fazê-lo. John Millius, um dos roteiristas, alegou não ter gostado do resultado final porque fazia parecer que havia nobreza e correção no Congresso em vez deste ser um covil de Cobras. No elenco ainda há a presença do ótimo ator William Dafoe (o Duende Verde de “Homem-Aranha”).  A bilheteria milionária de mais de $ 200 milhões garantiu a continuidade da série, principalmente com os novos livros que seriam escritos por Clancy cuja prolífica carreira como escritor não se limitou às aventuras de Jack Ryan.

Morgan Freeman e Ben Affleck.

Morgan Freeman e Ben Affleck.

Ainda assim, Harrison Ford e o diretor Philip Noyce não aceitaram voltar para o filme seguinte  “A Soma de Todos os Medos” (The Sum of all Fears) adaptado por Paul Attanasio e Daniel Pyne sobre um atentado terrorista em solo americano que ameaça o equilíbrio de forças entre os Estados Unidos e a Russia. Com direção de Phil Alden Robinson, a Paramont decidiu fazer um reboot disfarçado da série colando Ben Afffleck, trinta anos mais novo que Ford, no papel do agente secreto. O filme seria, a princípio, lançado em 2001,  mas a Paramount teve que mudar a data devido aos ataques de 11 de Setembro que abalaram o opinião público e o sentimento patriótico, sempre muito forte, para os norte-americanos. Com isso, o lançamento de um filme que mostra um ataque em solo americano perpetrado por neo-nazistas (no livro os terroristas são islâmicos) que pretendem explodir um estádio de futebol em Baltimore teve que ser adiado em quase um ano., para 2002 .Mesmo assim os resultados de bilheteria ficaram abaixo do pretendido, embora seja um bom filme e com boa arrecadação. O novo filme, que estreia nesta sexta-feira, com direção de Kenneth Branagah (que também interpreta o vilão)  não é baseado em nenhum livro de Clancy e reinicia a trajetória de Ryan para a nova geração de cinéfilos. Aguardemos sua estreia e vamos conferir. Uma nova tentativa de reiniciar uma série respeitável que pode ainda vir a gerar novos filmes.

por Adilson Cinema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s