ESTREIAS DA SEMANA : 23 DE OUTUBRO DE 2014

DRÁCULA – A HISTÓRIA NÃO CONTADA

Dracula untold filme

(Dracula Untold) EUA 2014. Dir: Gary Shore. Com Luke Evans, Charles Dance, Dominic Cooper, Samantha Barks, Sarah Gadon. Ação. O que está ocorrendo com os grandes vilões do imaginário literário ? A bruxa da Bela Adormecida ganhou uma roupagem de redenção em “Malévola” e agora é a vez de Drácula se redefinir para um novo contexto mais em sintonia com a geração que assiste a “Game of Thrones” e devora os filmes de super herói. Não é que o filme seja ruim, ele até empolga na metade inicial em que acompanhamos o príncipe Vlad (Evans, o vilão de “Velozes & Furiosos 5”) buscar um poder maior para salvar seu filho e seu povo do massacre dos Turcos, liderados pelo ambicioso Mehmed (Cooper, o Howard Stark de “Capitão America – Primeiro Vingador”). O filme de Gary Shore, egresso do mercado publicitário, se distancia do gênero terror e está mais para um pretensioso épico de ação seguindo a linha dos frequentes reboots que reciclam franquias. O filme chegou a ser inicialmente batizado “Dracula Year Zero” e teve o nome de Sam Worthington (Avatar) ligado ao projeto. Visualmente é impressionante e bem produzido, mas falta uma direção e roteiro mais coeso para evitar os clichês inevitáveis que fazem do filme um produto regular com uma pretensão bem maior. Vale, contudo, para uma geração mal acostumada a vampiros que brilham na luz do sol e mostra que o apelo do personagem de Stoker sobrevive a reinterpretações, como essa que se distancia do personagem literário em sua proposta de fundi-lo com a figura romanceada do lendário príncipe Vlad, o que Coppola brevemente fez no início de “Dracula de Bram Stoker”. Aqui a dimensão é outra, maior, mais pretensa, porém válida como entretenimento. E que ninguém duvide que em breve outra retomada do personagem apareça nas telas. Afinal, os vampiros são imortais !.

CANTINFLAS – A MAGIA DA COMÉDIA

Cantinflas2

(Cantinflas) MEX 2014. Dir: Sebastián del Amo. Com Óscar Jaenada, Gabriela de la Garza, Michael Imperioli,  Ilse Salas. Drama. Não é somente Hollywood que criou ídolos capazes de representar artisticamente os valores de seu lugar e tempo. Fortino Mario Alfonso Moreno Reyes (1911 – 1993) foi um desses nomes aparentemente desconhecido, mas que imprimiu seu talento na arte de fazer rir, conferindo respeitabilidade ao seu país, usando o nome artístico de Cantinflas. Sua história é contada com todos os clichês de uma cine biografia tradicional capaz de oferecer um lampejo do homem por trás do artista que conquistou fama internacional e atraiu a admiração de outra lenda do humor, Charles Chaplin. O criador de Carlitos declarou que Cantinflas era o maior comediante vivo de sua geração. O filme de Sebastián del Amo tem uma excelente caracterização de Óscar Jaenada e explora as mazelas de um homem que saiu do nada, se apresentou no teatro de variedades e criou um tipo que conquistou o público com sua simplicidade e humor simples, tal qual Mazaroppi no Brasil. Cantinflas também c0-estrelou em Hollywood o clássico “A Volta ao Mundo em 80 Dias” (Around the World in 80 Days) em 1957, atuando ao lado de nomes como David Niven e Shirley MacLaine. Foi inclusive o padrinho de casamento de Liz Taylor com o produtor Mike Todd. Boa oportunidade para fazer o nome desse grande artista se tornar novamente conhecido, ainda que seus 106 minutos de projeção seja pouco para retratar toda a riqueza da vida de um comediante, que assim como Chaplin, sabia fazer muito com poucas palavras.

Anúncios
por adilson69

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s