MELHOR & PIOR EM 2014

OS MELHORES FILMES EM 2014 :

frozen

  1. FROZEN – UMA AVENTURA CONGELANTE. Foi uma surpresa certamente até mesmo para a Disney o sucesso para essa adaptação livre do clássico “A Rainha da Neve” de Hans Christian Andersen. Tudo foi perfeito: as duas protagonistas, a narrativa, a popular canção “Let it go” e o produto final é um fenômeno que há de ser lembrado no futuro como uma das melhores animações da Disney
  2. A TRAPAÇA. Um filme de atuações bem sincronizadas em torno de um fato real valorizadas por um elenco excepcional que a câmera de David O’Russel soube captar e conduzir.
  3. CAPITÃO AMÉRICA – O SOLDADO INVERNAL. O melhor filme de super heróis dos estúdios Marvel justamente por sua narrativa que nem parece ser um filme convencional do gênero. Há momentos que se assemelha mais a um filme de intriga politica dos anos 70, o que é reforçado pela presença marcante de Robert Redford
  4. A CULPA É DAS ESTRELAS. Despretensioso se comparado aos filmes geralmente voltados para o público jovem. Simples em sua história de amor que não foge aos clichês mas também con segue dosar drama e humor de forma equilibrada.
  5. 0 CANDIDATO HONESTO. Em ano de eleições, o filme de Leandro Hassum consegue divertir e até mostrar a realidade que muitos preferem não enxergar: que a corrupção é o grande câncer que consome nosso país.
  6. MALÉVOLA. Não apostava que um conto de fadas tão batido poderia ganhar uma nova leitura tão inventiva capaz de divertir e até surpreender.
  7. O GRANDE MESTRE Belíssimo filme chinês sobre Ip Man, o mentor do lendário Bruce Lee. Mistura elementos de filme de ação com filme biográfica com a estética que o cinema oriental soube como ninguem aprimorar.

OS FILMES MAIS DECEPCIONANTES DO ANO

pompeia

  1. POMPEIA. Elenco não convincente em história insossa que não impressiona em momento nenhum, nem no esperado momento da erupção vulcânica.
  2. A LENDA DE HÉRCULES. Um Hércules jovem sem carisma nenhum e com uma história que não empolga nunca
  3. O ESPETACULAR HOMEM ARANHA – A AMEAÇA DE ELETRO. Decepcionante como sequência e inflado como aventura: Vilões demais e um fio de história que não leva a lugar algum.
  4. ROBOCOP. Esperava-se mais da refilmagem de Robocop dirigida por nosso José Padilha. Percebe-se a interferência do estudio em fazer um produto frio sem atrativos suficientes como refilmagem ou reboot.
  5. RIO 2. Outra sequência que decepciona talvez por não terem trabalhado melhor a história.
  6. TRANSFORMERS – A ERA DA EXTINÇÃO. Exemplo de um filme exagerado demais e vazio como história. Só serve como vitrine para brinquedos de meninos.
  7. OS BOXTROLLS. Animação que poderia ter funcionado melhor, mas nada parece funcionar, nada emociona e o vilão bem tosco em sua motivação.

ESTREIAS DA SEMANA : 25 DE DEZEMBRO

ÊXODO : DEUSES & REIS

exodus-poster

(Exodus – Gods & Kings) EUA 2014. Dir:Ridley Scott. Com Christian Bale, Sigourney Weaver, Ben Kingsley, Joel Edgerton, Aaron Paul, John Turturro. Épico.

A trajetória do profeta Moisés adotado pela filha do faraó e sua revolta com o domínio egípcio  sobre seu povo, os Hebreus. O filme de Ridley Scott (Gladiador, Prometheus) vai além de mera refilmagem de uma saga bíblica. É uma releitura sobre dois homens criados como irmãos, mas que estão destinados a ser inimigos. Pode se esperar um grande espetáculo de efeitos nas cenas de batalha e na abertura do mar vermelho, com todo o requinte da tecnologia digital à disposição. Christian Bale, que quase ficou com o papel de Noé no filme que veio a ser feito com Russel Crowe, confere dignidade a uma figura de extrema importância para religiões do mundo cristão e muçulmano. Apesar de criticado por não ter usado atores de origens egípicias em seu elenco, o filme é um impressionante espetáculo Hollywoodiano que renova o fôlego da carreira de Ridley Scott, feita de altos e baixos frequentes. Outra controvérsia recente em torno do filme foi uma entrevista recente dada pelo diretor em que afirma que as religiões são a causa de grande mal no mundo, já que – nas palavras de Ridley Scott – os homens matam e morrem por versões distintas de fé quando Deus na verdade é um só. Rodado na Espanha, Inglaterra e Marrocos ao custo estimado de 140 milhões de dolares, o filme que recebeu o subtítulo “Deuses & Reis” para evitar problemas de direitos autorais já que há um filme também chamado “Exodus” de 1960 da MGM, sem nenhuma relação com a saga de Moisés. Esta é a terceira colaboração entre Scott e o roteirista Steve Zaillan, que fizeram juntos “Hanniball” (2011) e “O Gangster” (2007).

OS CARAS DE PAU

cara de pau

(BRA 2014) dIR: Felipe Joffily. Com Leandro Hassum, Marcius Melhem, Andre Mattos, Adraino Garib, Cristiane Fernandes.

Os atrapalhados Pedrão & Jorginho (Melhem e Hassum) são acusados de roubar um precioso anel e são perseguidos por policia e criminosos quando a joia acidentalmente vai parar no estômago de Jorginho. Adaptação do popular programa de Tv que foi estrelado pela dupla, caminho já feito, por exemplo, por “Os Normais” e “A Grande Familia”.

OPERAÇÃO BIG HERO

BIG HERO 6

(Big Hero 6) EUA 2014. Animação. Dir: Chris William, Don Hall. Vozes : Ryan Potter, Jaime Cheung, Damon Wayans, Genesis Rodriguez. Dublagem brasilera : Robson Nunes, Marcos Mion, Fiorella Matheus.

Primeira animação dos Estudios Marvel como parte do império Disney, adaptada de uma hq da editora Marvel. A historia gira em torno de um menino gênio, Hiro, que cria o simpático robô Baymax e se junto a vários amigos para salvar sua cidade de um grande perigo, representado pelo vilão Yokai (que significa “fantasma” em japonês). Filme que dá início ao clima de férias animadas, voltado para a familia e que perpetua o fascínio pela figura do super heroi que tem tomado conta da produção Hollywoodiana.

AS FERIAS DO PEQUENO NICOLAU

nicolau

(Les vacances de petit Nicolai) FR 2014. Dir: Laurent Tirad. Com Matheo Boisselier, Valerie Lamertier. Erja Malatier. Comédia.

Continuação de “O Pequeno Nicolau”, de 2010, dirigido pelo mesmo Tirad, e que adapta na obra literária de René Goscinny (o mesmo de “Asterix”) sobre um menino de 10 anos que sai para as férias de verão, onde fará novos amigos e encontrará seu primeiro amor. Curiosamente, o ator mirim que fez o Nicolau no primeiro filme teve que ser mudado pois o ator já crescera e o jovem Matheo Boisselier faz sua estreia nas telas.

por adilson69

MOISÉS NO CINEMA

Moises

Não é a primeira vez que a figura imponente de Moisés é levada às telas. A tarefa de Ridley Scott em “Êxodo – Deuses & Reis” é hercúlea pois a imagem cinematográfica do profeta é a de ninguém menos que Charlton Heston que em 1956, viveu o papel no ainda impressionante “Os Dez Mandamentos” (The Ten Commandments) de Cecil B.De Mille. O filme romanceava a vida do profeta Moisés a partir de quando é encontrado pequeno nas águas do Nilo onde fora jogado para fugir da fúria do faraó  que ordenara a execução de todos os jovens hebreus recem-nascidos. Moisés é adotado por Bithia (Nina Foch), a filha do Faraó e criado como um egípcio. Ao crescer e ter sua verdadeira origem exposta, entra em conflito com o novo Faraó, Ramses (Yul Brinner) e lidera a fuga de seu povo em direção á terra prometida.

Libertador dos hebreus, legislador e profeta, a figura de Moisés é reconhecida por católicos e islâmicos. Seus feitos incluem, além da libertação de seu povo, a instituição da Páscoa Judaica, a transmissão das leis de Deus no alto do Monte Sinai, a autoria do Torah (a Bíblia Judaica) e o  milagre da abertura do Mar Vermelho, um efeito impressionante na época realizado com gelatina azul aquecida lado a lado seguido da inversão da filmagem gravada. Não a toa o filme ganhou o Oscar de efeitos visuais para o técnico John Fulton. O filme ainda obteve indicações para mais 6 outras categorias do Oscar e Charlton Heston levou o Golden Globe como melhor ator.

moises_mar_vermelho1

O filme foi um marco de seu realizador,, Cecil B.De Mille que também dirigiu a primeira versão da história de Moisés em 1923, em plena era do cinema mudo. De Mille foi um diretor de grandes espetáculos, sempre tendo a figura de um herói e grandes feitos como o Sansão de Victor Mature em “Sansão & Dalila” de 1949 ou o gerente Brad (também Heston) que luta para manter o circo, o maior espetáculo da Terra no filme homônimo realizado dois anos antes de “Os Dez Mandamentos”. De Mille acreditava no cinema épico, grandioso não apenas nas imagens como também na narrativa que ele sabia como ninguém conectar ao sabor da platéia. Infelizemente, sua saúde era debilitada e DeMille sofreu, então aos 75 anos. um ataque cardíaco atrasando as filmagens. DeMille contrariou as ordens médicas e voltou ao set do estudio para terminar o filme que seria seu último trabalho. Curiosamente, a voz de Deus no filme não foi creditada ao final do filme. Anos depois, o ator Charlton Heston admitiu que era sua voz.

O-PRINCIPE-DO-EGITO

Há várias diferenças entre o Moisés real e o retratado no cinema, até porque 30 anos de sua vida não são mostrados nas escrituras sagradas e muita coisa teve que ser inventada para o filme. O faraó da época de Moisés não tem seu nome mencionado na Bíblia, e o filme o nomeia como tendo sido Ramses, além disso o local de encontro de Moisés com Deus não foi o Monte Sinai e sim o Monte Horeb.

A vida do profeta ainda foi parodiada, respeitosamente, em “A Outra Face de Moisés” (Wholle Moses) de 1980 de Gary Weiss, com Dudley Moore no papel de um atrapalhado cristão que acha que ele é o escolhido por Deus para guiar os hebreus. A animação da Dreamworks de 1998 “O Príncipe do Egito” (The Prince of Egypt) foi uma premiada reaproximação da história de Moisés. o ator Val Kilmer (O Santo, Batman Eternamente) dublou a voz de Deus e a de Moisés, dublada em Português por Guilherme Briggs (a voz de Johnny Bravo). Ralph Fiennes (o lord Voldemort de Harry Potter) ficou como Ramses, dublado em Português por García Jr.

Moises parodiado: Dudley Moore & Richard Pryor

Moises parodiado: Dudley Moore & Richard Pryor

Christian Bale é um excelente ator, e certamente vai fazer o melhor nessa nova versão de uma história que fala mais do que o subtítulo de “Deuses & Reis”, fala de liberdade, fala de moralidade e heroísmo que em tempos atuais em que a vida humana tão pouco vale, pode significar muito.

por adilson69

ESTREIAS DA SEMANA : 17 DE DEZEMBRO DE 2014

O ABUTRE

abutre

(Nightcrawler) EUA 2014. Dir: Dan Gilroy. Com Jake Gyllenhall, Bill Paxton, Renne Russo, Ann Cusack. Drama / Suspense. Homem solitário (Gyllenhall de “O Segredo de Brokeback Mountain) descobre um estilo de vida como cinegrafista freelance registrando tragédias pela cidade mesmo que coloque sua própria vida e a de outros em risco. O filme, escrito e dirigido por Dan Gilroy (marido da atriz Renne Russo na vida real), mostra a obsessão de um homem que se preocupa em nada com o jornalismo em comparação com o sensacionalismo da dor alheia.

UMA LONGA VIAGEM

uma longa viagem

(The Railway Man) EUA / AUST 2014. Dir: Jonathan Teplitzky. Com Colin Firth, Nicole Kidman, Mark Strong, Stellan Skarsgaad. Drama. Baseado em fatos reais adaptados do livro de Eric Lomax, interpretado por Colin Firth (O Discurso do Rei) homem capturado e torturado pelos japoneses durante a Segunda Guerra e que anos depois irá a procura de seu torturador como forma de se reconciliar com seu passado. É o terceiro filme em que Firth contracena com Nicole Kidman, dois ótimos atores em um filme intenso que lida com fatos históricos e com os conflitos internos de um homem em busca de paz de espírito e redenção.

por adilson69

GLOBO DE OURO 2014 – INDICAÇÕES

Direto de Beverly Hills, nos Estados Unidos, foi anunciado pelos atores Kate Beckinsale, Peter Krause, Paula Patton e Jeremy Piven, a lista dos indicados ao Globo de Ouro 2014 em cerimônia a ser realizada dia 11 de Janeiro com apresentação de Amy Pohler & Tina Fey. A,lista segue abaixo com os melhores do cinema e TV?

 

  • Melhor filme de Drama
  • Boyhood – Da Infância à Juventude
  • Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo
  • O Jogo da Imitação
  • Selma
  • A Teoria de Tudo
  • Boyhood

    Boyhood

  • Melhor filme de comédia ou musical
  • Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)
  • O Grande Hotel Budapeste
  • Caminhos da Floresta
  • Pride
  • Um Santo Vizinho
  • Birdman

    Birdman

  • Melhor diretor
  • Alejandro González Iñárritu – Birdman
  • Wes Anderson – O Grande Hotel Budapeste
  • Ava DuVernay – Selma
  • David Fincher – Garota Exemplar
  • Richard Linklater – Boyhood
  • Melhor ator de comédia ou musical
  • Ralph Fiennes – O Grande Hotel Budapeste
  • Michael Keaton – Birdman
  • Bill Murray – Um Santo Vizinho
  • Joaquin Phoenix – Vício Inerente
  • Christoph Waltz – Big Eyes
  • Melhor ator de drama
  • Steve Carell – Foxcatcher
  • Benedict Cumberbatch – O Jogo da Imitação
  • Jake Gyllenhaal – O Abutre
  • David Oyelowo – Selma
  • Eddie Redmayne – A Teoria de Tudo
  • a teoria de tudo

    a teoria de tudo

  • Melhor ator coadjuvante
  • Robert Duvall – O juiz
  • Ethan Hawke – Boyhood
  • Edward Norton – Birdman
  • Mark Ruffalo – Foxcatcher
  • J.K. Simmons – Whiplash: Em Busca da Perfeição
  • Melhor atriz de comédia e musical
  • Amy Adams – Big Eyes
  • Emily Blunt – Caminhos da Floresta
  • Helen Mirren – A 100 Passos de Um Sonho
  • Julianne Moore – Mapa para as Estrelas
  • Quevenshane Wallis – Annie
  • Melhor Atriz em drama
  • Jennifer Aniston – Cake
  • Felicity Jones – A Teoria de Tudo
  • Julianne Moore – Still Alice
  • Rosamund Pike – Garota Exemplar
  • Reese Witherspoon – Livre
  • garota exemplar

    garota exemplar

  • Melhor atriz coadjuvante
  • Patricia Arquette – Boyhood – Da Infância à Juventude
  • Keira Knightley – O Jogo da Imitação
  • Emma Stone – Birdman
  • Meryl Streep – Caminhos da Floresta
  • Naomi Watts – Um Santo Vizinho
  • Melhor animação
  • Operação Big Hero
  • Festa no Céu
  • Os Boxtrolls
  • Como Treinar o seu dragão 2
  • Uma Aventura Lego
  • Boxtrolls

    Boxtrolls

  • Melhor roteiro
  • Wes Anderson – O Grande Hotel Budapeste
  • Gillian Flynn – Garota Exemplar
  • Alejandro González Inarritu, Nicolas Giacobone, Alexander Dinelaris Jr.-Birdman
  • Richard Linklater – Boyhood – Da Infância à Juventude
  • Graham Moore – O Jogo da Imitação
  • Melhor Filme Estrangeiro
  • Força Maior (Suécia)
  • Gett: The Trial of Viviane Amsalem (França)
  • Ida (Polônia)
  • Leviatã (Rússia)
  • Tangerines (Estônia)
  • Melhor canção
  • Big Eyes – Big Eyes (Lana Del Ray)
  • Glory – Selma (John Legend, COmmon)
  • Mercy Is – Noé (Patty SMith, Lenny kaye)
  • Opportunity – Annie
  • Yellow Flicker Beat – Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1 (Lorde)
  • O Jogo da Imitacao

    O Jogo da Imitacao

  • Melhor trilha sonora
  • O Jogo da Imitação – Desplat
  • A Teoria de Tudo – Yohan Yohanson
  • Garota Exemplar – Trent Reznor
  • Birdman
  • Interestelar – Hans Zimmer
por adilson69

O HOBBIT – A JORNADA CHEGOU AO FIM

Depois de anos à espera chega às telas “O Hobbit  –  A Batalha dos Cinco Exércitos” assim reentitulada depois do inicialmente anunciado “Lá e de volta outra vez”.

Hobbit 3.2

O fim de “O Hobbit” significa missão cumprida de seu realizador, Peter Jackson, que assumiu a hercúlea tarefa de adaptar o universo imaginário do escritor sul-africano J.R.R.Tolkien, um dos grandes nomes da literatura mundial,  transpondo a riqueza de suas palavras em imagens. Tolkien criou a aventura de Bilbo Bolseiro como uma forma de entreter seu filho e a preencheu com detalhes históricos e geográficos que fixaram a sua Terra-Média no imaginário de gerações de leitores, até mesmo do ex Beatle John Lennon. O sucesso de Peter Jackson à frente dos três filmes de “O Senhor dos Anéis” e depois de seu prólogo, que quase foi dirigido por Guilherme Del Toro, reascendeu o brilho da saga do um anel e de uma galeria de personagens marcantes que se popularizaram como o elfo arqueiro Legolas (Orlando Bloom), o heroico Aragorn (Viggo Mortessen), além de coroar o trabalho de Andy Serkis e seu Gollum, um primor da tecnologia de captura de movimentos que abriu espaço para o uso crescente de CGI, cada vez mais impressionante. O triunfo dos filmes agitou os fãs da obra e criou novos leitores que redescobriram esse universo fantástico.

smaug1

A adaptação de “O Hobbit” gerou, na mesma medida, críticas principalmente da decisão de transformar o livro em uma trilogia, esticando alguns eventos, adicionando material retirado de notas deixadas por Tolkien e, chegando até mesmo a criar uma personagem nova, a elfa Tauriel (Evangeline Lily), o que incomodou por ser um  obvio interesse de capitalizar em cima de uma obra que foi concebida de forma mais contida que “O Senhor dos Anéis”.

o-hobbit-edicao-comemorativa-75-anos

Ainda assim, a empolgação foi contagiante desde o lançamento do primeiro capítulo “O Hobbit – Uma Jornada Inesperada” em dezembro de 2012.  O encerramento deixará na memória momentos divertidos, movimentados, épicos como o ataque das aranhas (Tolkien as escolheu porque seu filho as odiava), o duelo de charadas entre Bilbo (Martin Freeman) e Gollum (Andy Serkis), o confronto com Smaug que ganha vida com a voz poderosa de Benjamim Cumberbatch (O Sherlock da BBC). A rápida passagem de Galadriel (Cate Blanchett) , Elrond (Hugo Weaving) e Saruman (Christopher Lee, único dos atores a ter conhecido pessoalmente Tolkien) coroa a ligação entre as duas trilogias que, apesar de tratar de magia, criaturas míticas e lugares fantásticos, trata de amizade, lealdade, ambição, diferenças raciais, elementos do mundo real usados metaforicamente e habilmente por Tolkien, que teria se inspirado no clássico poema épico “Beowulf” para criar sua narrativa, que por sua vez, inspirou outros seja na literatura, nos criadores de RPG, até mesmo George Lucas, o criador de Star Wars. Certamente, Tolkien há de ser revistado no futuro seja através de reprises, relançamento dos filmes de Peter Jackson em novas vídeo e formatos, ou até refilmagens gerações à frente, que nos levarão lá e … de volta outra vez !!

the-hobbit-3-poster-banner-4

por adilson69

ESTREIAS DA SEMANA : 11 DE DEZEMBRO DE 2014

OUIJA – O JOGO DOS ESPÍRITOS

Ouija

(Ouija) EUA 2014. Dir: Stiles White. Com Mathew Settle. Olivia Cooke, Douglas Smith. Terror. Esse é o primeiro trabalho atrás das câmeras do diretor e co – roteirista Stiles White (ambos escreveram o decepcionante “Presságio” com Nicolas Cage) envereda pela história da tábua Ouija empregada para contatar os espíritos, popularmente conhecida no Brasil como “A brincadeira do copo” , e já usada em outros filmes como “A Maldição de Ouija” (Don’t Panic) de 1988 ou “O Jogo dos Espíritos” (Long Time Dead) de 2002. A história é o trivial : Grupo de adolescentes sem nada melhor para fazer despertam um espírito do mal enquanto brincam com uma tábua Ouija. Quando percebem a besteira que fizeram tentam achar uma maneira de fechar o contato antes que todos morram.

AS AVENTURAS DO AVIÃO VERMELHO

AventurasAviaoVermelho4

Bra 2014. Dir: Frederico Pinto & José Maia. Com Lázaro Ramos, Milton Gonçalves, Fernando Alves Pinto. Animação. Esta animação brasileira adapta o livro de Érico Veríssimo sobre menino solitário de oito anos que perdeu a mãe e se isola do mundo. Com um livro que lhe é dado de presente por seu pai, o menino recupera a auto-estima, se entende com seu pai e aprende o prazer da leitura através da fantasia que vive.

O MENSAGEIRO

o mensageiro

(KIll the Messenger) EUA 2014. Dir: Michael Cuesta. Com Jeremy Renner, Michael Sheen, Mary Elizabeth Winstead. Drama. Primeiro filme produzido por Jeremy Renner (o Gavião Arqueiro dos Vingadores) adapta a história real do jornalista investigativo Gary Webb que tornou-se alvo de uma campanha de difamação quando descobre um ardiloso esquema de tráfico de drogas envolvendo grupos rebeldes da Nicarágua e agentes da CIA. Apesar das ameaças à si próprio e à sua família, Gary ganhou o Pulitzer (prêmio de maior prestígio no meio jornalístico) em 1996 por suas ações que geraram um grande escândalo.

O HOBBIT – A BATALHA DOS CINCO EXÉRCITOS

the-hobbit-3-poster-banner-2

(The Hobbit – The Battle of the Five Armies) EUA 2014. Dir:Peter Jackson. Com Richard Armitadge, Martin Freeman, Evangeline LIly, Sir Ian Mckellan, Christopher Lee, Cate Blanchett, Luke Evans, Benjamim, Cumberbatch.  Fantasia. No ponto em que paramos em “A Desolação de Smaug”, o dragão (poderosa voz de Benjamim Cumberbatch) desperta, de depois de enfrentar os anões, redireciona sua ira contra a cidade do lago. Enquanto isso, o mago Gandalf (Sir Ian McKellan) jaz prisioneiro do misterioso Necromante. Assim o filme promete amarrar as pontas soltas que conduzirão a trilogia de “O Senhor dos Anéis”. A alardeada batalha desse capítulo final envolverá anões, elfos, orcs e homens interessados na fortuna em ouro da montanha, com destaque para o personagem de Thorin Escudo de Carvalho (o ator inglês Richard Armitage) que encontrará seu destino final em um filme recheado de batalhas épicas que cumprem a intenção dos produtores e do diretor de se encaixar na trilogia do “Senhor dos Anéis”. Elenco maravilhoso com destaque para Benjamim Cumbercatch (O Sherlock da BBC) que mesmo presente somente através do CGI marca sua passagem na saga de Tolkien de forma impressionante em se tratando de um dragão digital e para o veterano Christopher Lee, o mago Saruman, em uma participação curta mas admirável.

por adilson69

PARABÉNS KIRK DOUGLAS

Kirk_Douglas

Há 98 anos nasceu, no estado de Nova York, Issur Danielovitch, filho de imigrantes russos. Ainda criança na América foi rebatizado Izzy Demsky. Até aqui parece um anônimo se não fosse o fato que Issur é um dos maiores atores da Hollywood clássica, lenda viva de um cinema mítico, glamouroso, de talento visceral, instintivo até. O nome artístico que adotou o firmou na constelação da sétima arte: KIRK DOUGLAS.

Spartacus

Spartacus

Serviu na Marinha quando jovem e chegou a lutar na Segunda Guerra. Lutou boxe mas o que buscava era um carreira artística. Passou pelo rádio e pelos palcos antes de ingressar no cinema, chegando a ganhar uma bolsa de estudos que impulsionou sua ambição. Foi ajudado por lenda do cinema, a atriz Lauren Bacall, também iniciante na carreira. Seu primeiro papel nas telas foi em 1946 no filme “O Tempo não Apaga” (The Strange Love of Martha Ivers) em que contracenou com Barbara Stanwyck. Sua experiência como boxeador foi útil para o ator em “O Invencível” (Champion) de 1950, sua primeira indicação ao Oscar. A ela seguiram outras duas: “Assim Estava Escrito” (The Bad and The Beautiful) de 1952 e “Sede de Viver” (Lust for Life) de 1956, sendo esta última uma impressionante personificação do pintor Vincent Van Gogh.

Van Gogh em "Sede de Viver"

Van Gogh em “Sede de Viver”

Infelizmente Kirk Douglas faz parte de um seleto grupo de injustiçados pela Academia por nunca ter vencido uma competição pelo Oscar, ainda que este tenha sido concedido pelo conjunto da obra em 2005. Inúmeras atuações, no entanto, tem a justiça de comporem uma filmografia rica, prolífica e maravilhosa como o marinheiro rebelde de “20000 Léguas Submarinas”, o oficial do exército  durante a Primeira Guerra em “Glória Feita de Sangue”, o gladiador Spartacus no filme homônimo, do qual também é produtor. Teve também uma parceria de vários filme com o ator Burt Lancaster entre os quais está a releitura do histórico tiroteio de Ok Corral em “Sem Lei Sem Alma”. Seja pistoleiro, agente da lei, guerreiro viking, padre ou homem comum, Kirk Douglas é um dos grandes atores de uma Hollywood inesquecível.

kirk 5

por adilson69

ESTREIAS DE DEZEMBRO EM 4 / 12 / 2014

AS AVENTURAS DE PADDINGTON

paddington

(Paddington) FR / USA / CAN 2014. Dir: Paul King. Com Nicole Kidman, Ben Whishaw, Jim Broadbent, Imelda Stauntman, Peter Capaldi. Comédia. Adaptação do livro infantil de Michael Bond sobre um urso perdido na estação de Paddington em Londres e que vem a ser adotado pela família Brown. A voz do urso ficou com Ben Whishaw (o agente Q de 007 Operação Skyfall) que entrou no lugar do inicialmente escalado Colin Firth (O discurso do Rei) e na versão dublada em Português Danilo Gentilli.

HOMENS, MULHERES & FILHOS

homens mulhere e crianças

(Men, women and children) EUA 2014. Dir: Jason Reitman. Com Adam Sandler, Jennifer Garner, Emma Thompson, Ansel Egort. Comédia dramática. Não é incomum um comediante tentar mostrar habilidades dramáticas e Adam Sandler já havia feito isso em “Reine Sobre Mim” (2007). Nessa nova empreitada,  Sandler é um homem casado em crise no casamento e parte de um roteiro que pretende mostrar o impacto da internet da vida das famílias, envolvendo casos de infidelidade virtual, anorexia, vicio nas redes sociais etc… Tudo em sintonia com a atualidade e talvez por isso mesmo não tenha agradado tanto as plateias já que a sociedade parece não querer enxergar o lado negativo do avanço da internet na intimidade das pessoas. Vale a pena conferir. Destaque para Ansel Egort, o queridinho do momento que esteve esse ano em “Carrie a estranha”, “Divergente” e “A Culpa é das Estrelas”.

CAÇADA MORTAL

A-Walk-Among-the-Tombstones-fotos-9-650x400

(A Walk among the Tomstones) EUA 2014. Dir: Scott Frank. Com Liam Neeson, Dan Stevens, Boyd Holbrook. Ação. Liam Neeson é um ótimo ator mas deveria de dar um tempo no gênero apesar do êxito inegável em filmes como “Busca Implacável” (com dois filmes e um terceiro chegando ano que vem). O filme é adaptação do livro de Lawrence Block e o personagem de Neeson (ex policial que sobrevive como detetive sem licença) já foi vivido por Jeff Bridges em  “Morrer Mil Vezes” de 1986. Aqui, Neeson ajuda traficante de drogas a encontrar o assassino de sua esposa e sai no encalço de gangue responsável por uma série de sequestros e assassinatos.

por adilson69

NAS BANCAS : CONHECIMENTOS PRÁTICOS LITERATURA

AC

AMIGOS LEITORES, JÁ CHEGOU ÀS BANCAS A REVISTA “CONHECIMENTOS PRÁTICOS: LITERATURA” N 57. A CAPA VOCÊS CONFEREM AÍ EM CIMA. A MATÉRIA SOBRE AGATHA CHRISTIE, A RAINHA DO CRIME & OS 80 ANOS DO LIVRO “ASSASSINATO NO EXPRESSO DO ORIENTE” É DE MINHA AUTORIA. QUEM SE INTERESSAR É SÓ CHEGAR À BANCA MAIS PRÓXIMA. GARANTO QUE OS AMANTES DE MISTÉRIOS E ROMANCES POLICIAIS DESCOBRIRÃO COISAS INTERESSANTES A RESPEITO. OBRIGADO A TODOS !!!

por adilson69