ESTREIAS DA SEMANA: EM CARTAZ A PARTIR DE 18 DE NOVEMBRO

JOGOS VORAZES – A ESPERANÇA: O FINAL

katniss

(The Hunger Games – Mockinjay) EUA 2015. Dir:Francis Lawrence. Com Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Julianne Moore, Woody Harrelson, Natalie Dormer, Liam Hemsworth. Ação.  Quarto e ultimo filme adaptado da popular série escrita pela norte-americana Suzanne Collins recomeça a história do ponto em que o anterior parou, lembrando que o terceiro e último livro foi desmembrado em dois filmes, assim como ocorrera com o último Harry Potter e o último Crepúsculo.  A personagem central da trama, vivida pela talentosa Jennifer Lawrence, conquistou o carinho dos fans e assegurou seu lugar como uma das heroínas mais representativas do cinema contemporâneo. A obra de Collins consegue o mérito de criar explorar uma distopia teen que consegue se conectar com o público mis adulto. A luta de Katniss contra o sistema é a luta do individuo contra qualquer forma de opressão, não somente a políitca, e nessa sub leitura o livro ganha uma dimensão maior que o filme que se foca mais na ação que na filosofia.

Algumas das falas que seriam do ator Philip Seymour Hoffman foram reaproveitadas para o personagem de Woody Harrelsson já que Hoffman falecera sem completar as filmagens.

 

CHATÔ – O REI DO BRASIL

chato

(Bra 1995) Dir:Guilherme Fontes. Com Marco Ricca, Paulo Bette, Leandra Leal, Walmor Chagas, José Lewgoy. Drama / Biopic

Eu nem acreditei quando soube que finalmente foi lançado esse projeto iniciado há 20 anos e que conta a trajetória de vida de uma figura emblemática de nosso passado, o jornalista e empresário Assis Chateubriand (1892 – 1968). Entre diversas atividades, foi ele quem trouxa a televisão ao Brasil, participou de seu nasci mento como veiculo de comunicação e inaugurou a primeira emissora, a saudosa Tv Tupi. O longo imbróglio judicial que atrasou em décadas o lançamento do filme de estreia do ator Guilherme Fontes na direção. O filme teve seu roteiro adaptado do livro de Fernando Morais, editado pela Companhia das Letras,  que trata dessa figura tão importante, que claro é tratado mais com liberdade poética de que com a pretensão de ser uma obra documental. O filme é uma dramatização, como de costume em filmes biográficos, mas se permite enveredar muitas vezes pelo humor e pela abordagem caricatural dessa figura, muito bem representada pela atuação de Marcos ricca. Curiosa participação de Leandra Leal (então com 15 anos) e dos veteranos Jose Lewgoy e Walmor Chagas, já falecidos. O filme, que quase chegou a ter a direção de Francis Ford Coppola,  merece atenção que lamentavelmente talvez não alcance dada a falta de memória que acomete nosso povo, pouco interessado em seu próprio passado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s