GRANDE ESTREIA: ARRANHA-CÉU – CORAGEM SEM LIMITES

arranha ceu 2

(SKYSCRAPER) EUA 2018. DIR: RAWSON MARSHALL-THURBER. COM DWAYNE JOHNSON, NEVE CAMPBELL, PABLO SCHREIBER, NOAH TAYLOR. AÇÃO.

Com o cinema Hollywoodiano dominado pelos filmes de super heróis é digno de nota ver The Rock herdar o posto de astros como Stallone, Schwarzenegger e Willis cujos sobrenome carregavam o filme que estrelavam e atraíam multidões às salas de exibição.  O Will Sawyer do Sr.Johnson é o John MacLane dessa geração, por isso guardado as devidas proporções, seu pai herói e capaz de proezas que nem mesmo o duro de matar Willis conseguia. Desafiando as leis da física, Dwayne Johnson faz o impossível que nem Tom Cruise consegue. Isso não é demérito para o filme que consegue cumprir seu papel de escapismo graças ao carisma em cena de Dwayne Johnson. Ele consegue convencer como o especialista em segurança acusado de provocar incêndio em um prédio de mais de 200 andares, como o pai e marido desesperado para salvar sua família, ou como um super heroi sem identidade secreta, capaz de realizar saltos impossíveis, desafiar a lei da gravidade, tudo pela diversão. As comparações com “Duro de Matar” ou “Inferno na Torre” (do mestre do desastre Irwin Allen) são apenas aparentes pois “Arranha Céu – Coragem sem Limites” está voltado para um público diferente.

arranha ceu

               Não se trata de dizer que isso faz o filme bom ou ruim, apenas que não se deve buscar verossimilhança. O incêndio, as explosões e as perseguições estão embebidas no mais puro clichê do gênero, apenas potencializadas pelos méritos técnicos de nos envolver na luta do herói com a certeza que Dwayne Johnson vencerá no final. É como andar em uma montanha russa sabendo que chegaremos seguros ao final. Divertido ? Certamente, pois essa é a habilidade de seu astro, nos fazer embarcar em uma movimentada fantasia seja nas selvas de Jumanji ou como um super espião como em filmes anteriores. Esse, dirigido pelo mesmo Rawson Marshall-Thurber de “Um Espião & Meio”, não é uma novidade, nem se propõe a ser. Legal rever Neve Campbell retomar sua carreira depois de um longo tempo identificada apenas como a musa de “Pânico”. Sua personagem se junta a The Rock no quesito super mãe, sobrevivendo a todos os perigos e salvando o dia ao final pois coragem não tem limites, nem a diversão.

PERFIL : DWAYNE JOHNSON

djohn

                Dwayne Douglas Johnson nasceu em 2 de Maio de 1972 em Hayward, California, filho do campeão de luta livre Rocky Johnson. Seu avô materno também era um profissional de luta livre. Em sua juventude, contudo, foi o futebol americano que o encantou e Dwayne ganhou uma bolsa de estudo para a Universidade de Miami jogando com grande sucesso. Em 1995, ano em que se formou em criminologia,  sofreu uma lesão nas costas que o impediu de continuar jogando profissionalmente. Foi nesse momento que começou a carreira de lutador profissional, empregando o nome artístico de “The Rock” e sendo treinado por seu pai, vindo a conquistar nove títulos. Seu carisma e presença de cena chamou a atenção na época de realização de “O Retorno da Múmia” (The Mummy Returns) em 2001. Procurava-se um homem de físico impecável para interpretar o Escorpião Rei. O sucesso sorriu para The Rock com uma vida nova renascendo como ator.

djhercules

HERCULES

Mas The Rock tinha talento para ir além da figura de fortão brutamontes. Depois de protagonizar o filme solo “O Escorpião Rei” (The Scorpion King) em 2002 e a adaptação do jogo “Doom – A Porta do Inferno” (Doom) em 2005, o ator não teve pudores em assumir um papel secundário na sátira “Be Cool – O Outro nome do Jogo” (2005). Demonstrou-se comfortável em comédias, com carisma para lidar com crianças como em  “Treinando o Papai” (The Game Plan) – último filme usando seu apelido dos ringues, “A Montanha Enfeitiçada” (Race to Witch Mountain) – de 2009, primeiro dos três filmes com a atriz Carla Cugino – e “O Fada dos Dentes” (Tooth Fairy) em 2010. Em “Agente 86” (Get Smart) de 2010, Dwayne exerciou seu lado vilanesco, mas ainda assim cômico em essência.

djohn hobbs

Dwayne mostrou que poderia transitar tranquilamente entre os papeis de ação e de humor com naturalidade. Não à toa o agente Luke Hobbs de “Velozes & Furiosos”, a partir do quinto filme, roubou a cena e lhe deu a fama de salvador de franquias, função que repetiu como o Roadblock de “G.I.Joe Retaliação” (2013), segundo filme da franquia da Hasbro e, um ano antes, substituindo Brendan Fraser como o herói de “Viagem 2” (The Journey 2” (2012). Também em 2013, o ator mostrou-se convincente em um papel mais dramático em “O Acordo” (Snitch) como um pai desesperado para livrar o filho do tráfico de drogas. Além da própria série de TV (Ballers) e de filmes de sucesso como “Terremoto – A Falha de San Andreas” (San Andreas) em 2015, o ator empresta sua voz à animação “Moana” da Disney, ainda a ser lançado.

djfilha

DWAYNE JOHNSON E SUA FILHA

Tendo casado em 1995 com Danny Garcia, ex- fisioculturista, o ator se divorciou em 2008 e teve uma filha, Simone Alexandra, nascida em 2001. Em 2006 criou uma Fundação com seu nome para ajudar crianças terminais e constantemente faz uso das redes sociais para divulgar seus trabalhos. Além da refilmagem de Jumanji, o ator ainda filma a adaptação de “Baywatch” (seriado conhecido no Brasil como “S.O.S Malibu” ) para 2017 e está confirmado como Adão Negro, o vilão do vindouro filme “SHAZAM” para a Warner / DC Comics. Agora a comédia de ação “Um Espião & Meio” (Central Intelligence) chega como mais um lembrete da versatilidade e do carisma desse ex-lutador de 1,93 m capaz de tirar um sarro da própria imagem de homem de ação, e ainda fazer crianças e adultos tentarem imitar a dança do peitoral. Alguém quer tentar ?

dança peiroral.jpg

A DANÇA DO PEITORAL