INVASÕES ALIENÍGENAS NO CINEMA E NA LITERATURA

 

guerra dos mundos pulp

A GUERRA DOS MUNDOS NA REVISTA PULP “AMAZING STORIES”

Acaloradas discussões, infinitas probabilidades matemática ou campo fértil para os filósofos, a existência de vida em outros planetas sempre foi usada exaustivamente pelo cinema e pela literatura, e muitas das vezes rende histórias envolventes que instigam nosso questionamento que nos faz voltarmos nossos olhos para os céus à procura de sinais e inflam nossa imaginação com os eventuais efeitos colaterais desse contato. Coloquemos de lado as visões positivas e utópicas desse contato. A mente do genial físico britânico Stephen Hawking, em seu livro “Uma Breve História do Tempo” (A Brief History of Time) já alerta para o perigo de um contato com seres de outro planeta cuja visita poderia ser mais nociva que amigável dada a riqueza de nossos recursos naturais. Mais ou menos como mostrada em “Independence Day” (1995) que afastou de nosso imaginário a figura dócil de “E.T” (1982) de Steven Spielberg ou a aura heroica do lógico Sr.Spock em “Star Trek” (série e filmes).

guerra dos mundos spielberg.jpg

VERSÃO DE STEVEN SPIELBERG PARA “A GUERRA DOS MUNDOS”

O primeiro impacto de uma invasão foi retratado pelo escritor inglês H.G.Wells em 1898, quando publicou a primeira história do gênero, o clássico “A Guerra dos Mundos” (The War of the Worlds). Nela, os marcianos levam um rastro de destruição pela Inglaterra Vitoriana servindo como metáfora para a crítica de seu autor à expansão imperialista. Revistas pulps adaptaram o material antes do cinema e implantam no inconsciente popular a imagem das implacáveis naves disparando seus raios desintegradores, só vencidas ao final graças aos germes em nossa atmosfera. O rádio fez uma histórica adaptação em 1936 quando um jovem Orson Welles transmitiu a história em tom de narrativa jornalística na véspera do Halloween de 1936. O resultado foi o pânico generalizado dos cidadãos que acreditaram em Wellles, provando o poder manipulador da mídia. O cinema não demorou a explorar o potencial da obra e a adaptou em 1958 com direção de Byron Haskin, transferindo a ação da Londres de fins do século XIX  para uma cidade americana típica, mas mantendo todo o mais fiel ao livro original. Steven Spielberg fez uma nova adaptação em 2003 acrescentando por conta própria a história do operário, pai de família, interpretado por Tom Cruise, lutando para proteger sua família durante sua fuga dos algozes marcianos.

quinta onda

A década de 50 gerou duas histórias bem singulares: Em 1953, o escritor Arthur C. Clarke publicou “O Fim da Infância” (Childhood Ends) mostrando visitantes alienígenas que nunca mostram seus rostos enquanto guiam a raça humana a um novo patamar de existência, sem doenças ou guerras. O problema nessa aparente utopia é que os visitantes escondem interesses e intenções nada amistosas para a raça humana. Embora o livro de Clarke (mesmo autor de 2001 Uma Odisséia no Espaço) nunca tenha tido uma adaptação para o cinema, sua premissa pode ser encontrada em séries de Tv como “Earth Final Conflict” e ‘V”. Outro  exemplar da mesma década é o livro “Invasores de Corpos” (The Body Snatchers) de 1955, escrito pelo norte-americano Jack Finney. Nele, os alienígenas entram em nossos corpos durante o sono e se apossam de nossa forma física, contudo não têm emoções, tornando-se copias frias e insensíveis de nossa natureza e perfeita parábola para a paranoia comunista disseminada no período da guerra fria. A história dessa invasão silenciosa foi adaptada quatro vezes: Em 1956, 1978, 1993 e 2003, mas somente as duas primeiras, respectivamente entituladas “Vampiros de Almas” e “Invasores de Corpos” de fato são relevantes, funcionando como leitura metafórica para a desumanização dos valores ou como um envolvente suspense. Sem dúvida, a obra de Finney inspirou várias histórias e podemos sentir um clima paranoico em exemplares como “Sinais” (Signs) de 2003, de M. Night Shymalan, que trata dos misteriosos círculos nas plantações de milho, associados a aterrisagens de discos voadores,  ou no criativo “Eles Vivem” (They Live) de John Carpenter em que um par de óculos especiais revela quem são os invasores espaciais misturados entre nós.

invasores de corpos.gif

DONALD SUTHERLAND EM INVASORES DE CORPOS

Aclamada no gênero é o livro de 1979 “O Guia do Mochileiro das Galáxias” (The Hitchhiker’s Guide to the Galaxy) que tornou-se o primeiro de uma série do escritor Douglas Addams, adorado pelos aficcionados e que se tornou filme em 2003. Nele, a Terra é destruída por seres de outro planeta e o último sobrevivente pega carona numa viagem interestelar. Ameaças vindas por seres extraterrestres interessadas em nosso extermínio também são o tema de “O Jogo do Exterminador” (The Ender’s Game) de Orson Scott Card, escrito em 1985 e adaptado em 2014, e o recente “A Quinta Onda” (The Fifth Wave) de Rick Yancey. Ambos deram origem a populares séries com o público nerd. No livro de Orson Scott Card um jovem torna-se a única esperança de uma guerra entre a raça humana e uma raça de insectoides. Já no livro de Yancey, que um pulso eletromagnético é seguido de tsunamis e armas biológicas espalhadas com o propósito de provocar nosso extermínio. Ambos tornaram-se bastante populares entre os leitores e ganharam as telas com resultados medianos. Até mesmo Stephanie Mayer, autora da série “Crepúsculo” chegou a enveredar pelo tema de aliens entre nós em “A Hospedeira” (The Host), adaptado em 2013. No campo da sátira são digna de nota duas pérolas: “Marte Ataca” (Mars Attacks) de Tim Burton e “Paul o Alien Fugitivo” (Paul) de Simon Pegg, sendo este último rico em referências às cultura pop criada em torno dos contatos com extraterrestres.

Paul alien.jpeg

O SIMPÁTICO PAUL O ALIEN FUGITIVO

A Ufologia (estudo sobre avistamentos de naves espaciais) já coletou diversos dados não oficiais que alimentam a imaginação de quem volta os olhos para os céus em busca de algo. Tramas de conspirações envolvendo os governos com civilizações inteligentes ganharam força no já clássico “Arquivos X” de Chris Carter, na forma de série de TV e dois filmes para o cinema que nos instigam a acreditar que lá fora pode haver algo além do que podemos supor. A misteriosa Área 51, no deserto do Arizona, alimenta ainda mais nossa vã filosofia. Talvez não seja uma questão de estarmos sozinhos no universo mas se nós somos dignos do lindo mundo que temos e que destruímos com nossas ações. Se os inimigos são os ETs na ficção, na vida real nós somos nossos próprios adversários, ou como disse o simpático Paul, tremendos bobões.

IND DAY 2.jpg

INDEPENDENCE DAY – O RESSURGIMENTO

2016 NO CINEMA

mosiaco 2016.jpg

Todo mundo está na espectativa da estreia de “BATMAN VS.SUPERMAN A ORIGEM DA JUSTIÇA” & “CAPITÃO AMÉRICA GUERRA CIVIL“, mas com tanta exposição na mídia de traillers e fotos, além de notícias e spoilers, decidi dedicar minha primeira postagem do ano aos outros lançamentos que prometem movimentar os cinéfilos e apreciadores da sétima arte :

truque de mestre 2

TRUQUE DE MESTRE 2: ELENCO REUNIDO

O primeiro mês do ano vai trazer “O BOM DINOSSAURO“, novo lançamento da Pixar que não foi bem recebido nos cinemas norte-americanos quando lançado no final do ano passado. O público infantil ainda vai ter “SNOOPY & CHARLIE BROWN – PEANUTS O FILME” , este adaptando os adoráveis personagens criados por Charles Schulz. Ao longo do ano ainda teremos “ZOOTOPIA “, “KUNG FU PANDA 3“, “PROCURANDO DORY“, “A ERA DO GELO 5 – O BIG BANG“O público adulto vai ter a comédia “IRMÃS” com as comediantes Tina Fey e Amy Polan, “JOY” com Jennifer Lawrence em papel dramático dirigido por David O.Russell (A Trapaça, O lado bom da vida) e para os saudosistas a volta de Sylvester Stallone ao papel de Rocky Balboa em “CREED – NASCIDO PARA LUTAR“. O público jovem ainda ganha em Janeiro ”  A QUINTA ONDA ” com Chloe Moretz pronta para salvar o mundo de uma terrível invasão alienígena. Abril é o mês de chegada de “DIVERGENTE : CONVERGENTE“, dando sequência às aventuras de Tris e QuatroOs fãs dos Nicholas Sparks ainda terão mais uma adaptação de sucesso em “A ESCOLHA“. Lágrimas não vão faltar para os fãs dos livros de John Green em 2016 já que teremos “QUEM É VOCÊ ALASKA?“. O best-seller “A CABANA” de William P. Young marca presença nas telas ainda esse ano. Para quem curte filmes épicos mostrando antigas mitologias, preparem-se para “DEUSES DO EGITO“.

xmen apo

X MEN APOCALIPSE

Entre as sequências agendadas para o ano temos a volta dos robin hoods ilusionistas em “TRUQUE DE MESTRE 2“. Lamentável a saída da bela Isla Fisher do elenco. Ben Stiller e Owen Wilson voltam com “ZOOLANDER 2“, assim como voltam Gerard Butler, Morgan Freeman e Aaron Eckhart em “INVASÃO À LONDRES” (Sequência de “Invasão a Casa Branca”). a inexpressiva Kristen Stewart ficou de fora da sequência de “Branca de Neve & O Caçador” que ainda traz Chris Hewsworth e Charlize Theron em ” O CAÇADOR & A RAINHA DO GELO “. Outra sequência aguardada é a reunião de Josh Hutcherson e Dwayne Johnson em “VIAGEM 3 : DA TERRA À LUA” , revisitando mais uma vez a obra literária de Jules Verne. Brad Pitt volta a enfrentar zumbis em “GUERRA MUNDIAL Z 2” enquanto Zach Efron reencontra o casal Seth Green & Rose Byrne em “VIZINHOS 2” que ganha o reforço de Chloe Moretz e Selena Gomez. Mesmo sem Will Smith, os alienigenas terão trabalho para destruir a yterra em “INDEPENDENCE DAY 2 -O RESSURGIMENTO“. Tom Hanks revisita o Professor Robert Langdon em “INFERNO” de Dan Brown, Kate Beckinsale mais uma vez seduz a plateia como a vampira Selene em “ANJOS DA NOITE 5”  e Tom Cruise deixa “MIssão Impossivel de lado mas volta à ação em “JACK REACHER: NEVER GO BACK“. Audaciosamente indo onde ninguém jamais esteve, a tripulação da Enterprise volta em nova missão na celebração dos 50 anos da saga em “STAR TREK – SEM FRONTEIRAS“. Já “CHAMADOS” traz de volta o espírito da menina Samara mas não tem Naomi Watts no elenco.

o escaravelho do diabo

O ESCARAVELHO DO DIABO

Já que falamos de filmes de terror temos em 2016 “A BRUXA“, que foi transferido do final do ano passado para fevereiro, ‘INVOCAÇÃO DO MAL 2“trazendo de volta a direção de James Wan, a retomada de “OUIJA 2” E “TERROR EM AMITYVILLE“. Não da para deixar de falar de super herois das hqs já que 2016 promete “DR.ESTRANHO” com Benedict Cumberbatch, “ESQUADRÃO SUICIDA” com uma equipe de anti herois com destaque para a alardeada interpretação de Jared Leto para o coringa, anti heroi também é o mercenário interpretado por Ryan Reynolds em “DEADPOOL“, sem mencionar a anunciada “XMEN APOCALIPSE” e “GAMBIT” com Channing Tatum. O cinema naciocal tem as continuações “OS PENETRAS 2” e Paulo Gustavo arrancando risadas desde já em “MINHA MÃE É UMA PEÇA 2″. Confesso que aguardo com ansiedaade ainda maior “O ESCARAVELHO DO DIABO“, clássico da nossa literatura juvenil escrito por Lucia Machado de Almeida. Para as crianças ainda teremos o nacional “CARROSSEL 2“.

cfreed

CREED – NASCIDO PARA LUTAR

Duas refilmagens são aguardadas : ‘BEN HUR“, o clássico de William Wyler é refilmado por Timur Bekmambetov e traz nosso querido Rodrigo Santoro no papel de Jesus. Outra refilmagem é “SETE HOMENS & UM DESTINO”. Dificil dizer se é refilmagem ou reboot o time de mulheres reunidos para “AS CAÇA-FANTASMAS” que retoma a franquia iniciada nos anos 80 com Kristen Wiig, Melissa McCarthy e Leslie Jones. Não menos importante são as estreias de “ASSASSIN’S CREED” , com Michael Fassbender (o Magneto) que ainda reaparece nas telas na segunda cinebiografia de “STEVE JOBS“, ” ANIMAIS FANTÁSTICOS & ONDE HABITAM” que retoma o universo de Harry Potter, mais uma vez adaptando uma obra de J.K.Rowling, além de “STAR WARS – ROGUE ONE“, primeiro derivado de “Star Wars” sob a adminstração da Disney que preencherá o espaço antes da chegada do aguardado episodio VIII que só chega no final de  2017.