ERA UMA VEZ EM HOLLYWOOD

O ano era 1969. Neil Armstrong pisou na lua levando esperança de novas conquistas, erguendo nossos olhares para o céu, enquanto na terra sonhos se transformavam em desilusões. O som do rock n’roll se misturava aos tiros e bombas que ceifavam a vida de centenas de jovens no Vietnã. Quentin Tarantino tinha seis anos então e, sobre esse período, decidiu escrever o roteiro de seu novo filme, evocando já em seu título referência ao cinema de Sergio Leone, diretor de “Era Uma Vez no Oeste” (1968) e “Era Uma Vez na América” (1984).

ERA

           O talentoso diretor de “Pulp Fiction” e “Bastados Inglórios” levou cinco anos para escrever o roteiro de “Era Uma Vez em Hollywood” (Once Upon a Time in Hollywood) transitando entre realidades desde seu início com a chamada de uma suposta série televisiva intitulada “Bounty Law”, seguida de entrevista de bastidores com Rick Dalton (DiCaprio) e Cliff Booth (Brad Pitt) ator e dublê, ficção e realidade, universos distintos cuja intersecção é explorada magistralmente pela câmera de Tarantino. Este costura sua narrativa em torno de personagens reais da Hollywood sessentista misturados com personagens saídos da fértil imaginação do diretor. A dupla Dalton e Booth (comparados por Tarantino à dupla Paul Newman & Robert Redford) interage com nomes do panteão hollywoodiano como Bruce Lee (Mike Moh) e Sharon Tate (Margot Robbie), a jovem estrela casada com Roman Polanski, que foi brutalmente assassinada, prestes a dar a luz, pela quadrilha de fanáticos de Charles Manson.

ERA2

            Para representar Sharon Tate Tarantino não recorreu a Roman Polanski mas a Debra, a irmã mais velha de Sharon que serviu de consultora para retratar a atriz. Já a forma como Bruce Lee foi retratado desagradou muito à filha dele, principalmente na sequência em que Lee enfrenta Cliff Booth. Apesar de também incluir representações do próprio Roman Polanski (Rafal Zawierucha), do astro Steve MacQueen (Damian Lewis) e do próprio Charles Manson (Damon Harriman), o novo filme de Tarantino examina os bastidores da Tv e cinema reexaminando as transformações do mundo em sua volta. Contudo, o filme não se rende aos clichês habituais de gêneros biográficos ou documentais. Seu diretor prefere reinterpretar a realidade, recriá-la a partir de suas lembranças e vivências. Com notável e habitual habilidade de tratar de temas polêmicos como racismo (Django Livre) ou Nazismo (Bastardos Inglórios), o diretor foca na própria indústria cinematográfica, trabalha contrastes como Rick Dalton preparando um drink em uma belíssima mansão, enquanto Cliff assiste a um episódio de “Mannix”, popular série de detetive do período. Em outro momento o filme é pura metalinguagem quando a Sharon Tate de Margot Robbie entra em um cinema que exibe “Arma Secreta contra Matt Helm”, filme que traz a verdadeira Sharon Tate em cena. Enquanto isso Rick Dalton tem dificuldade para filmar sua participação na série de faroeste “Lancer” lutando contra suas próprias fragilidades e inseguranças.

ERA3

           Esse é o primeiro filme estrelado por Leonardo DiCaprio em 4 anos, desde que ganhou o Oscar, e o primeiro de Tarantino sem ligação com a Weinstein Company que esteve ao lado do diretor em sucessos como “Pulp Fiction”, “Django Livre” e “Bastardos Inglórios”. Sua exibição em Cannes foi aplaudida exatos 25 anos depois do diretor ganhar a Palma de Ouro com a exibição de “Pulp Fiction”, que trouxe John Travolta de volta do ostracismo. “Era Uma Vez em Hollywood” abre espaço para nomes do passado como o veterano Bruce Dern, em papel originalmente pensado para Burt Reynolds (falecido recentemente), Al Pacino como o agente de atores, Luke Perry em seu último papel (também falecido), Kurt Russell (de “Os Oito Odiados”) e Nicholas Hammond como o diretor Sam Wanamaker. Hammond foi uma das crianças Von Trapp no clássico “A Noviça Rebelde” e, o primeiro ator a interpretar o Homem Aranha em versão live-action nos anos 70. A nova geração marca presença com as atrizes Maya Hawke e Rumor Willis. Maya, filha de Uma Thurman – musa de Tarantino com quem filmou “Pulp Fiction” e “Kill Bill”, conquistou vários fãs como Robin na série da Netflix “Stranger Things”. Já Rumer é filha de Bruce Willis e Demi Moore.

ERA 4

                A produção é esmerada em reproduzir a Hollywood da época, em todo seu esplendor, com carros, fachadas e paisagens que surgem diante dos olhos ao som de Joe Cocker, Paul Simon, Bob Segar, Aretha Franklin entre outros que nos transportam não para aquela Los Angeles real de fevereiro de 1969, quando o filme começa, mas uma Los Angeles onírica, ajustada aos delírios cinematográficos de um contador de histórias. Isto torna-se mais evidente a medida que o filme avança ao seu desfecho, em agosto daquele ano, quando o assassino Charles Manson (Damon Herriman, que também faz o papel na série “Mindhunter”) envia seus acólitos para matar Sharon Tate (Robbie). Nesse ponto fato e ficção divergem abruptamente, tanto quanto em “Bastardos Inglórios”, ambos moldados pelo diretor como matéria-prima nas mãos de um artesão. A montagem do filme é primorosa mesclando sequências filmadas de “Arma Secreta para Matt Helm” e “Fugindo do Inferno” à presença física de Leonardo DiCaprio e Margot Robbie, um tom farsesco mas perfeitamente conveniente à intenção de seu diretor, que olhou para o passado de uma entre milhares de histórias que aconteceram ou que poderiam ter acontecido em um lugar e tempo míticos, em 1969, aliás o ano em que eu nasci.

 

 

 

 

EM CARTAZ : ESTREIAS EM 4 DE FEVEREIRO

O REGRESSO (The Revenant) EUA 2015. Dir: Alejandro Gonzales Iñarritu. Com Leonardo DiCaprio, Tom Hardy, Downhall Gleeson, Lukas Haas.  Aventura / Drama.

o-regresso-leonardo-dicaprio.jpg

Que ninguém duvide que esse é o ano de Leonardo DiCaprio. O ator já ganhou o Golden Globe e o SAG Awards e está rumo ao Oscar (dia 29 de Fevereiro) COM 12 indicações incluindo o merecido pelo papel do explorador Hugo Glass (DiCaprio) , que depois de ferozmente atacado por um urso, é abandonado pelos companheiros e deixado para morrer, mas sobrevive e parte para a vingança. A história é baseada em fatos reais narrados no livro “The Revenant – A Novel Of Revenge ” de Michael Punk e remonta as paisagens selvagens das montanhas no século XIX. O filme é projeto antigo do produtor Akiva Goldsman, que comprou os direitos do livro em 2001 e, a principio seria estrelado por Samuel L.Jackson, e depois Christian Bale, até que Inarritú assumisse a direção em 2011, mas demorou a iniciar a realização do filme por conta de outros projetos como o aclamado “Birdman”, premiado ano passado. O filme faz um instigante retrato não apenas da luta pela sobrevivência, mas de como esta pode ser alimentada pelo desejo de vingança. Vale a pena pela história e pela atuação visceral de DiCaprio e do elenco que ainda inclui Tom Hardy (Mad Max – Estrada da Fúria) e Lukas Haas (A Origem), este os cinéfilos lembrarão foi o menino Amish protegido por Harrisson Ford em “A Testemunha” (Witness) no hoje distante ano de 1984.

A ESCOLHA (The Choice) EUA 2015. Dir:Ross Katz. Com Benjamim Walker, Teresa Palmer, Alexandra Daddario, Maggie Grace, Tom Welling, Tom Wilkinson Drama.

choixce2

O escritor Nicholas Sparks tem seu público fiel apesar de muitos críticos ferrenhos que gostam de classificá-lo de piegas. O fato é que em mundo onde tudo é falso, artificial, virtual, falar de relações humanas acaba caindo em uma aura de “novela de TV”. Confesso que gostei muito de “Diário de uma Paixão” (2004) e “Querido John” (2010), e achei “A Longa Jornada” (2015) agradavel. As histórias do autor giram em torno de romances improvaveis, pessoas que lutam contra adversidades para ficarem juntas passando por toda a espécie de provação. Sua mais nova adaptação (a 11ª)  não difere da formula e trás a bela Teresa Palmer como uma jovem dedicada e independente que se apaixona por seu vizinho Travis Parker, um solteirão convicto. Filmado durante 40 dias nas belas paisagens da Carolina do Norte (cenário invariável das histórias de Sparks, que também vive lá) e é o primeiro filme cuja adaptação foi produzida independentemente pelo próprio Sparks. Atentem à presença de Tom Welling (o Clark Kent da série de Tv ” Smallville “) em papel menor.

EPA, CADÊ O NOEL ? (Oops, Noah is Gone) EUA 2016. Dir: Sean McCormack & Toby Genkel. Vozes : Patrick FitzSymons, Allan Stanford, Animação.

Noe Epa

Em meio ao diluvio, dois animais – pai e filho – são barrados na arca de Noé e fazem de tudo para entrar de penetra para sobreviver.

FILHO DE SAUL. ( Saul Fia) HUNG 2016. Dir: Lázslo Némes. Com Géza Rohrig, Levente Mohnar. Drama.

sAUL.jpg

Esse é o favorito do ano para ganhar o Oscar de melhor Filme Estrangeiro, já tendo sido consagrado em Cannes e recebido o Golden Globe desse ano. A história mostra um homem encarregado da cremação de corpos no Campo de Concetração de Auchvitz que procura dar um enterro digno para seu filho, morto pelos nazistas durante a Segunda Guerra.

 

 

 

 

SAG AWARDS 2016 – OS VENCEDORES

elenco-de-spotlight---segredos-revelados-recebe-o-premio-de-melhor-filme-no-sag-awards-2016-1454235963221_956x500.jpg

Elenco de “Spotlight – Segredos Revelados “

Parece que a cerimônia de entrega do SAG AWARDS 2016 ontem à noite procurou não errar como o Oscar no que se refere à “diversidade”. Idris Elba, um excelente ator diga-se de passagem, levou dois prêmios: Melhor ator coadjuvante em filme de cinema e melhor ator em telefilme. Queen Latifah, outra excelente atriz, faturou o de melhor atriz em telefilme. Curiosa também foi o reencontro no palco de Leonardo diCaprio e Kate Winslet, estrelas no passado do mega sucesso TITANIC. Bela e justa foi a homenagem à comediante Carol Burnett, que infelizmente não é conhecida no Brasil pelo grande público. Segue abaixo a lista dos vencedores, confirem :

Cinema

Elenco – Spotlight: Segredos Revelados
Atriz – Brie Larson (O Quarto de Jack)
Ator – Leonardo DiCaprio (O Regresso)
Atriz coadjuvante – Alicia Vikander (A Garota Dinamarquesa)
Ator coadjuvante – Idris Elba (Beasts of no Nation)

 

idris elba

IDRIS ELBA

TV

Elenco em série dramática – Downton Abbey
Atriz em série dramática – Viola Davis (How to Get Away with Murder)
Ator em série dramática – Kevin Spacey (House of Cards)
Elenco em série cômica – Orange Is the New Black
Atriz em série cômica – Uzo Aduba (Orange Is the New Black)
Ator em série cômica – Jeffrey Tambor (Transparent)
Atriz em telefilme ou minissérie – Queen Latifah (Bessie)
Ator em telefilme ou minissérie – Idris Elba (Luther)

dicaprio-winslet

OSCAR 2016 – OS INDICADOS

ANUNCIADOS HOJE ÀS 11 E MEIA A LISTA DE INDICADOS PARA A 88ª CERIMÔNIA DE ENTREGA DO OSCAR MARCADA PARA 28 DE FEVEREIRO NO DOLBY THEATER.

oscar 2016 2.jpg

MELHOR FILME

“A Grande Aposta”
“Ponte dos Espiões”
“Brooklyn”
“Mad Max: Estrada da Fúria”
“Perdido em Marte”
“O Regresso”
“O Quarto de Jack”
“Spotlight – Segredos Revelados”

DIREÇÃO

Adam McKay, “A Grande Aposta”
George Miller, “Mad Max: Estrada da Fúria”
Alejandro G. Iñarritu, “O Regresso”
Lenny Abrahamson, “O Quarto de Jack”
Tom McCarthy, “Spotlight: Segredos Revelados”

ATOR

Bryan Cranston, “Trumbo – Lista Negra”
Leonardo DiCaprio, “O Regresso”
Eddie Redmayne, “A Garota Dinamarquesa”
Michael Fassbender, “Steve Jobs”
Matt Damon, “Perdido em Marte”

ATOR COADJUVANTE

Christian Bale, “A Grande Aposta”
Tom Hardy, “O Regresso”
Mark Ruffalo, “Spotlight – Segredos Revelados”
Mark Rylance, “Ponte dos Espiões”
Sylvester Stallone, “Creed: Nascido Para Lutar”

ATRIZ

Cate Blanchett, “Carol”
Brie Larson, “O Quarto de Jack”
Jennifer Lawrence, “Joy: O Nome do Sucesso”
Charlotte Rampling, “45 Anos”
Saoirse Ronan, “Brooklyn”

ATRIZ COADJUVANTE

Jennifer Jason Leigh, “Os Oito Odiados”
Rooney Mara, “Carol”
Rachel McAdams, “Spotlight”
Alicia Vikander, “A Garota Dinamarquesa”
Kate Winslet, “Steve Jobs”

ROTEIRO ORIGINAL

“Ponte dos Espiões”
“Ex-Machina: Instinto Artificial”
“Divertida Mente”
“Spotlight: Segredos Revelados”
“Straight Outta Comptom – A História de N.W.A”

ROTEIRO ADAPTADO

“A Grande Aposta”
“Brooklyn”
“Carol”
“Perdido em Marte”
“O Quarto de Jack”

oscar logo

MELHOR DOCUMENTÁRIO

“Amy”
“Cartel Land”
“The Look of Silence”
“O Que Aconteceu, Miss Simone?”
“Winter on Fire”

DOCUMENTÁRIO EM CURTA-METRAGEM

“Body Team 12”
“Chau, beyond the Lines”
“Claude Lanzmann: Spectres of the Shoah”
“A Girl in the River: The Price of Forgiveness”
“Last Day of Freedom”

MONTAGEM

“A Grande Aposta”
“Mad Max: Estrada de Fúria”
“O Regresso”
“Spotlight: Segredos Revelados”
“Star Wars: O Despertar da Força”

MAQUIAGEM E CABELO

“Mad Max: Estrada da Fúria” Lesley Vanderwalt, Elka Wardega and Damian Martin
“The 100-Year-Old Man Who Climbed out the Window and Disappeared” Love Larson and Eva von Bahr
“O Regresso” Siân Grigg, Duncan Jarman and Robert Pandini

TRILHA SONORA ORIGINAL

“Ponte dos Espiões” Thomas Newman
“Carol” Carter Burwell
“Os Oito Odiados” Ennio Morricone
“Sicário: Terra de Ninguém” Jóhann Jóhannsson
“Star Wars: O Despertar da Força” John Williams

DESIGN DE PRODUÇÃO

“Ponte dos Espiões”
“A Garota Dinamarquesa”
“Mad Max: Estrada da Fúria”
“Perdido em Marte”
“O Regresso”

MELHOR CURTA-METRAGEM

“Ave Maria”
“Day One”
“Everything Will Be Okay (Alles Wird Gut)”
“Shok”
“Stutterer”

ANIMAÇÃO

Anomalisa
O Menino e o Mundo
Divertida Mente
Shaun, o Carneiro
Quando Estou com Marnie

CURTA DE ANIMAÇÃO

“Bear Story”
“World of Tomorrow”
“Prologue”
“We Can’t Live Without Cosmos”
“Os Heróis de Sanjay”

FILME ESTRANGEIRO

“O Abraço da Serpente” (Colômbia)
“Cinco Graças” (França)
“O Filho de Saul” (Hungria)
“Theeb” (Emirados Árabes)
“A War” (Dinamarca)

FOTOGRAFIA

“Carol”
“Os Oito Odiados”
“Mad Max: Estrada da Fúria”
“Sicário: Terra de Ninguém”
“O Regresso”

FIGURINO

“Carol” – Sandy Powell
“Cinderella” – Sandy Powell
“A Garota Dinamarquesa” – Paco Delgado
“Mad Max: Estrada da Fúria” – Jenny Beavan
“O Regresso” – Jacqueline West

CANÇÃO ORIGINAL

“Earned It”, de “Cinquenta Tons de Cinza”
(Abel Tesfaye/Ahmad Balshe/Jason Daheala/Stephan Moccio)
“Manta Ray”, de “Racing Extinction”
(J. Ralph/Antony Hegarty)
“Simple Song #3”, de “Juventude”
(David Lang)
“Til It Happens To You”, de “The Hunting Ground”
(Diane Warren/Lady Gaga)
“Writing’s On The Wall”, de “007 Contra Spectre”
(Jimmy Napes/Sam Smith)

EDIÇÃO DE SOM

Mad Max: Estrada da Fúria
Perdido em marte
O Regresso
Sicário
Star Wars: O Despertar da Força

MIXAGEM DE SOM

Ponte dos Espiões
Mad Max: Estrada da Fúria
Perdido em Marte
O Regresso
Star Wars: O Despertar da Força