ESTREIAS DA SEMANA : 22 DE DEZEMBRO

MINHA MÃE É UMA PEÇA 2

minha-mae-e-uma-peca-2

Bra 2016. Dir: Cesar Rodrigues. Com Paulo Gustavo, Rodrigo Pandolfo, Herson Capri, Samantha Schmutz. Comedia. 

O primeiro filme de 2012 foi uma grata surpresa que projetou o nome do ator Paulo Gustavo, vindo de carreira bem sucedida no teatro. Paulo incorporou a própria história ao personificar a Dona Hermínia, uma mãe dedicada a seus filhos que aos troncos e barrancos passa por várias dificuldades na vida. Nesse segundo filme, também roteirizado por Gustavo,  Dona Hermínia virou apresentadora de Tv e se vê assediada pelo seu ex- marido enquanto se questiona sobre suas escolhas de vida e sua ligação com seus filhos. É a sexta vez que o diretor trabalha com o ator, que inclusive já o dirigiu em “Vai que Cola – O Filme”.

SING – QUEM CANTA SEUS MALES ESPANTA

sing.png

(Sing) EUA 2016. Dir:Garth Jennings. Com vozes de Scarlett Johansson, Reese Wintherspoon, Seth MacFarlane, Matthew McGoughney, Animação.

Um coala dono de um teatro às portas da falência cria um concurso de canto atraindo vários animais com sonhos de sucesso. A animação, dos mesmos realizadores de “Meu Malvado Favorito” e “Minions”, tem como grande atrativo os simpaticos animais interpretando canções de sucesso para várias gerações. Ao todo são cerca de 85 canções que inclui sucessos de Frank Sinatra, Eminem, Katy Perry e outros, uma escolha eclética passando por várias décadas e estilos. O estido Illumination tem conseguido se impor bem no competitivo mercado das animações cinematograficas, despois do recente “Pets” e embora esse novo exemplar não seja uma obra prima, consegue ser divertido para todos.

 

ESTREIAS DA SEMANA : EM CARTAZ A PARTIR DE 1º DE OUTUBRO

PERDIDO EM MARTE

PERDIDO EM MARTE

(The Martian) EUA 2015. Dir: Ridley Scott. Com Matt Damon, Jessica Chastain, Jeff Daniels, Chiwitel Eliojor, Sean Bean, Kristin Wigg. Ficção Cientifica. Com a recente declaração da NASA da descoberta de água em Marte, o novo filme de Ridley Scott ganha impulso diante do público. A história adaptada do livro de Andy Weir lembra a premissa do filme B “Robinson Crusoe em Marte” (Robinson Crusoe on Mars) de 1964 que trazia Adam West, o Batman da Tv, em situação semelhante: Um astronauta ilhado no planeta vermelho, tendo que sobreviver enquanto aguarda o resgate. Claro que guardam-se as devidas proporções, já que a história do filme de Ridley conta com um orçamento bem mais inflado e um super elenco para contar a história do astronauta Mark Watney, membro de uma expedição para Marte, deixado para trás e forçado a lutar árduamente pela sobrevivência até que uma missão de resgate o leve de volta. A obstinação e a criatividade deste para sobreviver em Marte reserva ótimas surpresas no roteiro que equilibra o embasamento científico da NASA com liberdades poéticas que estão lá para impulsionar a dramaticidade como a tempestade em Marte ou a rapidez com a qual Mark contata a Terra. Outras até guardam um grau de verossimilhança sem querem ser chato pois estamos falando de Hollywood. Ridley Scott demonstra maior desenvoltura com o roteiro de Drew Goddard, mais eficiente do que em “Prometheus”. Se não é uma obra prima, consegue ao menos ser uma eficiente aventura dentro do gênero que abraça.

VAI QUE COLA – O FILME

VAI QUE COLA FILME

Bra 2015. Dir: Cesar Rodrigues. Com Paulo Gustavo, Samantha Schmutz, Emiliano D’Avila, Catarina Abdala,Cacau Potassio, Fiorella Matheus  Comédia.

Adaptação da divertidísssima sitcom exibida na tv pelo Multishow. Valdomiro é um trambiqueiro de primeira que se refugia da policia na pensão da Dona Jo quando perde todo seu dinheiro em um golpe. Agora vê uma chance de reaver seu antigo status sendo que tem que levar toda a turma da pensão consigo. Paulo Gustavo é muito talentoso e engraçado e está cercado de um super elenco capaz de divertir na tela grande.