IN MEMORIAN 2017 – SAUDADES ETERNAS DOS ASTROS QUE NOS DEIXARAM

Anúncios
por adilson69

CINEMA 2018: O QUE VEM POR AÍ

O ANO DE 2018 VAI COMEÇAR COM MUITA AVENTURA E HUMOR NO REBOOT DE UM ANTIGO SUCESSO DO SAUDOSO ROBIN WILLIAMS : “JUMANJI BEM VINDO À SELVA” TRAZ NO ELENCO DWAYNE JOHNSON, JACK BLACK, KEVIN HART E KAREN GILLIAN. EM PLENAS FÉRIAS A CRIANÇADA TERÁ “VIVA-A VIDA É UMA FESTA” (COCO) DA DISNEY-PIXAR. QUALQUER SEMELHANÇA COM “FESTA NO CÉU” (2014) NÃO É MERA COINCIDÊNCIA JÁ QUE AMBOS OS FILMES TRATAM DO TRADICIONAL DIA DOS MORTOS NO MÉXICO. AS CRIANÇAS AINDA TERÃO “0 TOURO FERDINANDO”  DE CARLOS SALDANHA (RIO 2, A ERA DO GELO), “GABY ESTRELLA” QUE ADAPTA A BEM SUCEDIDA SÉRIE DO CANAL GLOOB, FAZENDO O MESMO CAMINHO DE DETETIVES DO PREDIO AZUL” EM 2017, ALÉM DE “OS INCRIVEIS 2″ & “DETONA RALPH 2” SEQUÊNCIAS MUITO AGUARDADAS ENTRE OS FÃS DA DISNEY-PIXAR. ESTOU ANSIOSO, NO ENTANTO, POR OUTRA SEQUÊNCIA: “SHERLOCK GNOMES & O MISTÉRIO DO JARDIM“, COM PRODUÇÃO E TRILHA SONORA DE ELTON JOHN. A ANIMAÇÃO É SEQUÊNCIA DE “GNOMEU & JULIETA” DE 2011 E TRAZ JOHNNY DEPP NO PAPEL DO DETETIVE SHERLOCK GNOMES. POR ULTIMO MAS AINDA A TEMPO OS MONSTROS CLÁSSICOS VOLTAM EM “HOTEL TRANSILVANIA 3

AÇÃO NÃO FALTARÁ EM 2018. JÁ EM JANEIRO TEREMOS A ULTIMA PARTE DA SÉRIE LITERÁRIA “MAZE RUNNER: A CURA MORTAL“, ADAPTAÇÃO DOS LIVROS DE JAMES DASHNER. O FILME ESTAVA INICIALMENTE AGENDADO PARA 2017 MAS TEVE QUE SER ADIADO DEVIDO A UM LASTIMÁVEL ACIDENTE SOFRIDO POR DYLAN O’BRIAN. EM FEVEREIRO CHEGA “A FORMA DA ÁGUA” DE GUILHERMO DEL TORO, PRODUÇÃO QUE EM 2017 GANHOU O LEÃO DE OURO NO FESTIVAL DE VENEZA, E QUE FAZ UMA RELEITURA – EM TOM DE FÁBULA – DA MESMA PREMISSA DO CLÁSSICO “O MONSTRO DA LAGOA NEGRA” (1854). ALICIA VIKANDER SUBSTITUI ANGELINA JOLIE NO PAPEL DE LARA CROFT E RECEBE A MISSÃO DE REINICIAR A FRANQUIA “TOMB RAIDER – A ORIGEM“.  EM MARÇO BRUCE WILLIS ESTRELA A REFILMAGEM DO CLÁSSICO “DESEJO DE MATAR” QUE MARCOU NO PASSADO A CARREIRA DE CHARLES BRONSON. MISTURA EXPLOSIVA SERÁ UM JACKIE CHAN MAIS SÉRIO COM PIERCE BRONSNAN MISTERIOSO EM “O ESTRANGEIRO“. NO LONGA CHAN PERDE A FILHA EM UM ATENTADO TERRORISTA E RESOLVE INVESTIGAR SOZINHO TUDO, MAS ENFRENTA EM SEU CAMINHO O HOMEM DO GOVERNO INTERPRETADO PELO EX JAMES BOND PIERCE BROSNAN, QUE PARECE SABER MAIS DO QUE PARECE. O FILME É DIRIGIDO POR MARTIN CAMBPELL (007 CONTRA GOLDENEYE, CASSINO ROYALE) . DWAYNE JOHNSON ENFRENTA CRIATURAS GIGANTES NA ADAPTAÇÃO DO JOGO “RAMPAGE“, TRABALHANDO MAIS UMA VEZ COM O DIRETOR BRAD PEYTON (VIAGEM 2, TERREMOTO A FALHA DE SAN ANDREAS).

ENTRE OS FILMES DE SUPERHERÓI, FEVEREIRO TEM “PANTERA NEGRA“, ADAPTAÇÃO DO PRIMEIRO SUPER HEROI NEGRO DAS HQS, PREPARANDO O TERRENO PARA UM DOS FILMES MAIS AGUARDADOS PELOS FÂS DO GÊNERO “VINGADORES: GUERRA INFINITA“. A CONCORRENTE DC COMICS QUE SAIU DE 2017 COM O MEGA SUCESSO DE “MULHER MARAVILHA”, MAS COM A BILHETERIA DECEPCIONANTE DE “LIGA DA JUSTIÇA”, TEM AGENDADO PARA O FINAL DE 2018 O FILME DO HERÓI AQUÁTICO “AQUAMAN“, ESTRELADO POR JASON MOMOA, PATRICK WILSON & AMBER HEARD. OS HEROIS MUTANTES VÊM EM DOIS FILMES PELA FOX (PRÉ VENDA PELA DISNEY), OS LONGAS “OS NOVOS MUTANTES” E “XMEN: A FÊNIX NEGRA“. RYAN REYNOLDS RETOMA A GALHOFA EM “DEADPOOL 2“EM MAIO. SERÁ EXTREMAMENTE DIVERTIDO REENCONTRAR PAUL RUDD, EVANGELINE LILY, MICHAEL DOUGLAS E O ACRESCIMO DE MICHELLE PFEIFFER  EM “HOMEM FORMIGA & VESPA”

ENTRE OS POSSIVEIS INDICADOS AO OSCAR VEREMOS EM BREVE “O DESTINO DE UMA NAÇÃO” COM A IMPRESSIONANTE CARACTERIZAÇÃO DE GARY OLDMAN PARA O PRIMEIRO MINISTRO WINSTON CHURCHILL, “O ARTISTA DO DESASTRE” DIRIGIDO, CO ESCRITO E PROTAGONIZADO POR JAMES FRANCO SOBRE O AUTOR DE UM FILME QUE VEIO NA SER CONSIDERADO O PIOR DO MUNDO; MARGOT ROBBIE DEIXA AS LOUCURAS DA ARLEQUINA DE LADO E VIVE A HISTÓRIA REAL DA PATINADORA  OLIMPICA TONYA HARDING EM “EU, TONYA“. SPIELBERG LANÇA EM 2018 DOIS FILMES: “THE POST – A GUERRA SECRETA“, UNINDO EM CENA OS TALENTOS DE MERYL STREAP E TOM HANKS, E POUCO DEPOIS A AVENTURA DE FICÇÃO CIENTIFCA “JOGADOR Nº1“, ADAPTADO DO LIVRO DE ERNEST CLINE.

EMBORA SÓ TENHAMOS A SEQUÊNCIA DE “IT A COISA”, GRANDE SUCESSO DE 2017, ACONTECENDO EM 2019, O TERROR SERÁ BEM REPRESENTADO NAS TELAS. A COMEÇAR COM “SOBRENATURAL – A ULTIMA CHAVE“, RETOMANDO A PERSONAGEM DA MEDIUM ELYSE (LYN SHAYE) EM UM NOVO DESAFIO. AGUARDO COM GRANDE CURIOSIDADE A PRIMEIRA INCURSÃO DA MARAVILHOSA HELEN MIRREN NO GÊNERO EM “A MALDIÇÃO DA CASA WINCHESTER“, BASEADO EM FATOS REAIS SOBRE A MANSÃO QUE FICA EM SAN JOSE, CALIFORNIA, E QUE É CONSIDERADA UMA DAS MAIS FAMOSAS CASAS MAL ASSOMBRADAS.  STEPHEN KING VOLTA ÀS TELAS COM A ADAPTAÇÃO DE “DOUTOR SONO“, QUE SERVE DE SEQUÊNCIA PARA “O ILUMINADO”, UM DOS SEUS MAIORES SUCESSOS. SEGUINDO O COSTUME DE RETOMAR PERSONAGENS ICÔNICOS EM PREQUELAS TEREMOS “LETHERFACE“, PRECEDENDO AOS EVENTOS DE “O MASSACRE DA SERRA ELÉTRICA”. JÁ FOI ANUNCIADO A VOLTA DE MICHAEL MEYERS EM NOVO REMAKE DE “HALLOWEEN“, TRAZENDO INCLUSIVE JAMIE LEE CURTIS NO PAPEL DE LAURIE STRODE.

2018 AINDA TERÁ RESERVADO MUITAS EMOÇÕES COMO: “MAMMA MIA 2- HERE WE GO AGAIN” REUNINDO O ELENCO ORIGINAL COM NOMES COMO ANDY GARCIA, CHER E LILY JAMES: “OITO MULHERES E UM SEGREDO” REUNINDO SANDRA BULLOCK, RIHANNA, HELENA BOHMAN CARTER, ANNE HATHAWAY, DAKOTA FANNING ENTRE OUTROS EM UMA VARIAÇÃO DE “ONZE HOMENS E UM SGREDO” VERSÃO FEMININA; TOM CRUISE SE RECUPERA A TEMPO E VOLTA A INTERPRETAR O AGENTE ETHAN HUNT EM “MISSÃO IMPOSSIVEL 6“; JASON STATHAM ENFRENTA UM GIGANTESCO TUBARÃO BRANCO EM “MEG“; OS DINOSSAUROS VOLTAM E CHRIS PRATT ESTÁ LÁ EM “JURASSIC WORLD 2: O REINO ESTÁ AMEAÇADO“; RON HOWARD DIRIGE O DERIVADO DE STAR WARS “HAN  SOLO”; JACK BLACK POSSIVELMENTE RETOMARÁ O PAPEL DO ESCRITOR R.L.STINE EM “GOOSEBUMPS 2 – A VINGANÇA DE SLAPPY“; ROWAN ATKINSON, MAIS POPULAR COMO MR.BEAN, VOLTA A ENCARNAR O AGENTE SECRETO ATRAPALHADO EM “JOHNNY ENGLISH 3“.

ESSAS E MUITAS OUTRAS ATRAÇÕES SERÃO COM,ENTADAS E DIVULGADAS AQUI NO BLOG AO LONGO DE 2018. ME ACOMPANHEM ! A TODOS VOCÊS UM FELIZ ANO NOVO COM MUITOS FILMES BONS E A LUZ SUPREMA A NOS ILUMINAR. OBRIGADO !!

 

ESTREIAS DO NATAL : 25 DE DEZEMBRO

O REI DO SHOW (The Greatest Showman) EUA 2017. Dir:Michael Gracey. Com Hugh Jackman, Zac Efron, Michelle Williams, Rebecca Ferguson, Zendaya, Musical.

rei do show

O filme mostra a criação e a evolução de um circo composto de artistas bem incomuns nos idos de 1800. Na vida real, o verdadeiro P.T.Barnum (1810-1891) foi um grande golpista, enriqueceu empregando em seu espetáculo bizarrices apresentadas por rejeitados da sociedade. Foi seu empreendimento que que viria mais tarde a se tornar o “Ringling Bros. and Barnum & Bailey Circus” que foi fundado em 1917 se apresentando no mundo todo. incluindo o Brasil, encerrando suas atividades em maio desse ano. Barnum foi também um filantropo e um político do partido republicano, e a quem é creditado a frase “Nasce um trouxa a cada minuto”. Claro que no filme, Barnum ganha um ar mais simpático adequado à figura de Hugh Jackman, o ex- Wolverine. Os numeros musicais que conduzem a história são bonitos mas seu ritmo peca por destoar do que de fato era produzido na época em que Barnum viveu. As meninas certamente se identificarão com o rosto de belo moço de Zac Efron, que continua sendo só isso e os meninos terão Zendaya (que recentemente esteve em “Homem Aranha Volta  Ao Lar”). Ponto positivo para as presenças femininas centrais compostas por Michelle Wiliams e Rebecca Ferguson. O diretor estreante não ousa como poderia tendo nas mãos um material curioso de uma personalidade tão controversa quanto Barnum, que já foi adaptado em filmes de TV (1999 com Beau Bridges) e cinema (1986 com Burt Lancaster e 1935 com Wallace Beery). O filme de Gracey está indicado para o Globo de Ouro nas categorias de “Melhor filme de comédia ou musical” e “Melhor ator” (Jackman).

SUBURBICON – BEM VINDOS AO PARAÍSO (Suburbicon) EUA 2017. Dir: George Clooney. Com Matt Damon, Oscar Isaac, Julianne Moore,  Comédia de humor negro.

 

SUBURBICON-foto-0-900x444

Em 1959, numa fictícia vizinhança paradisíaca, homem tem a casa invadida e sua esposa é assassinada. Conforme a polícia investiga, um rastro de segredos nefastos acompanha os passos deste. O filme é dirigido e co-roteirizado pelo astro George Clooney junto dos Irmãos Coen. Este é o sexto filme dirigido por George Clooney, mas é a primeira vez que Clooney dirige mas não atua. O roteiro tece claras críticas ao “American Way of Life” com claras farpas direcionadas ao governo Trump. O filme foi exibido esse ano no 47º Festival de Toronto, mas seu sub-texto não parece ter agradado ao público em geral já que a bilheteria estacionou em torno de US$5,775,178 segundo o site “box office mojo”.

EXTRAORDINÁRIO (Wonder) EUA 2017. Dir: Stephen Chbosky. Com Julia Roberts, Owen Wilson, .+Jacob Trembley, Mandy Patinkin. Drama.

Extraordinario-Reeditado

Ainda não é tarde para comentar aqui no blog a adaptação deste emocionante livro de R.J.Palacio. Sua mensagem de tolerância e denuncia das atitudes de rejeição que temos diante do que é diferente (sim, anti-bullying). Palacio (também autor de “As Vantagens de ser Invisivel) trata da Síndrome de Treacher-Collins, que causa as deformidades no rosto do menino Augie (Tembley de “O Quarto de Jack”) que ingressa em uma escola de ensino elemental (Nosso Ensino Fundamental) e enfrenta o desconforto e o preconceito (Nesse sentido lembra o antigo “Marcas do destino” de 1984). RJ Palacio teve a inspiração para escrever o livro depois de levar seu filho para tomar um sorvete, quando eles viram uma criança com a mesma doença. Quando o filho da autora reagiu com gritos, a autora decidiu incluir a cena no filme.

 

IN MEMORIAN : HEATHER MENZIES

HeatherMenzies-610x484

O NATAL DE 2017 DEIXA UMA MÁCULA NOS CORAÇÕES DOS CINÉFILOS: FALECEU A ATRIZ HEATHER MENZIES-URICH, QUE INTERPRETOU LOUISA VON TRAPP NO ELENCO INFANTIL DO CLÁSSICO “A NOVIÇA REBELDE” (THE SOUND OF THE MUSIC) DE 1965. A ATRIZ FOI CASADA POR 27 ANOS COM O ATOR ROBERT URICH (DA SÉRIE “VEGAS”) ATÉ O DIA DA MORTE DESTE EM 2002. HEATHER APARECEU EM VÁRIAS SÉRIES CLÁSSICAS COMO “BONANZA”, “O BARCO DO AMOR”, “CARRO COMANDO” E “SWAT” (ESTA ERA ESTRELADA TAMBÉM POR URICH). NOS ANOS 70 ATUOU EM DOIS FILMES B MUITO CONHECIDOS “O HOMEM COBRA” (SSSSSS) DE 1973 E “PIRANHA” DE 1978. A ATRIZ SOBREVIVERA NO PASSADO A UM CÂNCER DE OVÁRIO E LUTAVA HÁ ALGUNS ANOS CONTRA O CÂNCER CEREBRAL. ETERNAMENTE MANTENHO EM MINHA LEMBRANÇA COMO A BELISSIMA JESSICA 7, SOBREVIVENTE DO HOLOCAUSTO NUCLEAR E FUGITIVA DA CIDADE DOS DOMOS NA SÉRIE DE CURTA DURAÇÃO “FUGA NAS ESTRELAS” (LOGAN’S RUN) DE 1977 QUE A REDE BANDEIRANTES EXIBIU ENTRE O FINAL DA DÉCADA DE 70 E INICIO DA DECADA DE 80. QUE DESCANSE EM PAZ!

O MELHOR & PIOR DE 2017

AS DECEPÇÕES

O ANO DE 2017 FOI UM ANO DE PROMESSAS NÃO CUMPRIDAS: RIDLEY SCOTT FALHOU EM FAZER DE “ALIEN COVENANT” UM ELO ENTRE “PROMETHEUS” E “ALIEN O 8ª PASSAGEIRO” DE 1979. O FILME NADA ACRESCENTA AOS XENOMORFOS E JUSTIFICA  AS AÇÕES DOS PERSONAGENS COM UMA MOTIVAÇÃO PÍFIA , CHEGANDO AO PONTO DE USAR E ABUSAR DO CLICHÊ MANIQUEISTA ATRAVÉS DO PERSONAGEM DUPLO DE MICHAEL FASSBENDER “ROBÔ BONZINHO ENFRENTA ROBÔ MALVADO”. TOM CRUISE, POR USA VEZ, NÃO TEVE UM ANO MUITO BOM DENTRO E FORA DAS TELAS. TEVE QUE INTERROMPER AS FILMAGENS DO VINDOURO “MISSÃO IMPOSSIVEL 6” DEVIDO A UM ACIDENTE NO SET DE FILMAGEM, E NAS TELAS NÃO CONVENCEU COMO O HEROI DE “A MUMIA“, QUE DEVERIA INICIAR O “DARK UNIVERSE” DO ESTUDIO DA UNIVERSAL. ESTE IMPLODIU UMA SERIE DE PROJETOS QUE TRARIA UMA RELEITURA DOS CLÁSSICOS “DRACULA” , “FRANKENSTEIN” & “HOMEM INVISIVEL”. O FILME FALHOU POR NÃO CONSEGUIR IMPRIMIR O SOBRENATURAL DE FORMA MAIS INTELIGENTE, FAZENDO DE CRUISE UM SUPER HEROI NADA DIFERENTE DE SEU ETHAN HUNT. AS FALHAS DO ROTEIRO ACENTUAM AINDA MAIS A CRIAÇÃO DE UM CLIMA EM QUE FORÇAS ARCANAS INVADEM O MUNDO ATUAL. A PARAMOUNT TENTOU MAS NÃO CONSEGUIU REPETIR O SUCESSO DE BILHETERIA DA FRANQUIA DOS ROBÔS EM “TRANSFORMERS – O ULTIMO CAVALEIRO”, E A WARNER SE DEU MUITO MAL COM A REVISÃO DE GUY RITCHIE DO LENDÁRIO “REI ARTHUR & A LENDA DA ESPADA MÁGICA”. TENTANDO INICIAR UMA FRANQUIA E SE DANDO MAL ESTÃO “A TORRE NEGRA” DE STEPHEN KING E “ASSASSIN’S CREED” DO FAMOSO GAME. MUITO SE FALOU DA REUNIÃO DOS NOMES QUENTÍSSIMOS DE JENNIFER LAWRENCE E CHRIS PRATT EM “PASSAGEIROS”, MAS A FICÇÃO CIENTIFICA DEIXOU MUITO A DESEJAR E SUA NARRATIVA NÃO INFLAMA FICANDO REFEM DO PRESTIGIO DO CASAL. LUC BESSON TAMBÉM FRACASSOU COM SEU PROMETIDO “VALERIAN E O IMPERIO DOS MIL PLANETAS“, APESAR DE UM VISUAL BELISSIMO PMAS PREJUDICADO PELO CASAL SEM GRAÇA DE PROTAGONISTAS E UM RITMO IRREGULAR. RITMO IRREGULAR TAMBÉM TEVE “PIRATAS DO CARIBE – A VINGANÇA DE SALAZAR” MAS MUITO EM FUNÇÃO DA IMAGEM DESGASTADA DE JOHNNY DEPP DO QUE PELA HISTÓRIA QUE ATÉ DIVERTE BASTANTE QUANDO DEPP NÃO É O FOCO PRINCIPAL.

AS ANIMAÇÕES

EU ERA UM DOS QUE ESPERAVA ANSIOSAMENTE A CONTINUIÇÃO DE “MEU MALVADO FAVORITO 3” MAS  PREFERI – NO GÊNERO – O FRANCO- CANADENSE  “A BAILARINA“. SATISFAÇÃO IMENSA FOI ASSISTIR “MOANA – MAR DE AVENTURAS” DA DISNEY. MUITO FRACAS FORAM “EMOJI O FILME” E “O PODEROSO CHEFINHO“. SUBESTIMADO FICOU “AS AVENTURAS DE TADEO 2“, ANIMAÇÃO ESPANHOLA QUE CHEGOU AO GRANDE CIRCUITO NO FINAL DO ANO, QUE EMBORA NÃO SEJA EXTRAORDINARIO, DIVERTE MAIS DO QUE POR EXEMPLO “O QUE SERÁ DE NOZES 2” CUJA PREMISSA É A MESMA DO PRIMEIRO FILME. LOGO, FICO COM “MOANA” E “A BAILARINA” COMO AS MELHORES ANIMAÇÕES DO ANO.

SUCESSOS

O ANO COMEÇOU COM MUSICA PARA MIM POIS GOSTEI MUITO DE VER RYAN GOSLING E EMMA STONE DANÇANDO EM “LA LA LA LAND – CANTANDO ESTAÇÕES”. TORCI MUITO POR AMBOS NA CERIMONIA DO OSCAR DESSE ANO. NÃO APOSTAVA NADA NA CONTINUIDADE DE “VELOZES & FURIOSOS” SEM PAUL WALKER, MAS ME ENGANEI. O FILME FOI MUITO BEM MOVIMENTADO, TROUXE UMA SUPER VILÂ COM A PERSONAGEM DE CHARLIZE THERON. A DISNBEY MARCOU PRESENÇA COM O LIVE ACTION DE “A BELA & A FERA” COM EMMA WATSON E DAN STEVENS.  VIBREI MUITO NOS CINEMAS AO ASSISTIR COM MINHA FAMILIA A “MULHER MARAVILHA”. GAL GADOT ESTAVA PERFEITA E A DIRETORA PATTY JENKINS TEM O MERITO DE TER CONDUZIDO UMA HISTORIA ENVOLVENTE TANTO PARA QUEM LÊ QUADRINHOS COMO PARA OS NÃO INICIADOS. EM UM ANO EM QUE TANTO DISCUTIU-SE SOBRE O EMPODEIRAMENTO FEMININO, “MULHER MARAVILHA” ABRIU A DISCUSSÃO COM DIGNIDADE E ENCORAJAMENTO. FOI O MELHOR FILME DE QUADRINHOS DESSE ANO MUITO ACIMA DE “THOR RAGNAROK“. ESTE APESAR DA BILHETERIA MILIONÁRIO FALHOU EM DAR O TOM PRETENDIDO A UMA HISTÓRIA DE FIM DE MUNDO MISTURADO A PLANETA HULK QUE SOZINHO E SEPARADO JUSTIFICARIA UM FILME DO GIGANTE VERDE. “LIGA DA JUSTIÇA” FOI MELHOR QUE “BATMAN VS SUPERMAN” MAS FICOU ABAIXO DO POTENCIAL ESPERADO LEVANDO- SE EM CONTA A IMPORTÂNCIA DO SUPER GRUPO. DINÂMICA DE EQUIPE ADMIRÁVEL FOI “GUARDIÕES DA GALAXIA – VOLUME 2” QUE EQUILIBROU COMEDIA, DRAMA E AVENTURA COM PERFEIÇÃO. O FILME DO ANO, NO ENTANTO, FOI “IT – A COISA“, ADAPTAÇÃO DE STEPHEN KING. NO EMBALO DO SUCESSO DA MARAVILHOSA “STRANGER THINGS” DA NETFLIX, QUE POR SUA VEZ EMULA OS LIVROS DE KING, O FILME DO PALHAÇO PENNYWISE PROVOCOU SUSTOS COMO HÁ MUITO O CINEMA DO GÊNERO NÃO CONSEGUIA PRODUZIR. O TERROR TROUXE ESSE ANO O ÓTIMO “ANNABELLE 2 – A CRIAÇÃO DO MAL“, MAS ERRARAM FEIO COM O AGUARDADO “OLHOS FAMINTOS 3“, QUE NEM CHEGOU A SER LANÇADO EM CIRCUITO COMERICAL AQUI E “O CULTO DE CHUCKY” QUE NÃO VEIO COM NENHUM ATRATIVO. SHYMALAN DE “O SEXTO SENTIDO” RENASCEU E E SURPREENDEU COMM “FRAGMENTADO” TRAZENDO UMA ATUAÇÃO ADMIRAVEL DE JAMES MACAVOY, UMA QUE A ACADEMIA CERTAMENTE IGNORARÁ. FORA DO GÊNERO FANTASTICO DOIS FILMES DE GUERRA SE SAGRARAM EXCELENTES : “ATÉ O ULTIMO HOMEM” DE MEL GIBSON E “DUNKIRK” DE CHRISTOPHER NOLAN, CUJOS RUMORES APONTAM UMA POSSIVEL INDICAÇÃO AO OSCAR. “KONG A ILHA DA CAVEIRA” FOI MELHOR DO QUE EU ESPERAVA FAZENDO TUDO AQUILO QUE SE ESPERAVA DE UM BOM FILME DE MONSTRO. REGULAR MAS INTERESSANTE FOI “VIDA“. ESTE ASSUMIU SER INSPIRADO ABERTAMENTE EM “ALIEN O OITAVO PASSAGEIRO” E CONSEGUIU SER MELHOR QUE O JÁ CITADO “ALIEN COVENANT” DE RIDLEY SCOTT. ÓTIMO FOI TAMBÉM MATT REEVES NO CAPÍTULO FINAL DA SAGA DO SIMIO CESAR (ANDY SERKIS) EM “O PLANETA DOS MACACOS – A GUERRA“.FECHANDO O ANO DIGNO DE ELOGIO FOI A ADAPTAÇÃO DE KENNETH BRANNAG PARA “ASSASSINATO NO EXPRESSO DO ORIENTE” E “STAR WARS – OS ULTIMOS JEDI” QUE TEM DIVIDIDO OPINIÕES.

CINEMA NACIONAL

PASSOU SEM MUITA ATENÇÃO NAS TELAS A NOVA ADAPTAÇÃO DE “DONA FLOR & SEUS DOIS MARIDOS” DE JORGE AMADO. A PROMISSORA LARISSA MANOELA CHEGOU ÀS TELAS COM “MEUS 15 ANOS” E VOLTA AGORA NO NATAL COM “FALA SÉRIO MÃE”, AO LADO DA TALENTOSA INGRID GUIMARAES. “BINGO O REI DAS MANHÂS” CHAMOU A ATENÇÃO MAS NÃO CONSEGUIU A PRETENDIDA VAGA PARA O OSCAR DO ANO QUE VEM. O FILME É BOM COMO RETRATO DOS BASTIDORES DA TV M ESPECIALMENTE PARA A GERAÇÃO COMO EU QUE CANTAROLAVA “ALÔ CRIANÇADA … O BOZO CHEGOU!!”. jÁ A “COMÉDIA DIVINA” NÃO CONSEGUIU O MESMO IMPACTO. ENTRE OS NACIONAIS LANÇADOS PREFERI O INFANTIL “D.P.A O FILME” E FAÇP UMA MENÇÃO MAIS DO QUE HONROSA PARA “OS SALTIMBANCOS TRAPALHÕES – RUMO A HOLLYWOOD” QUE TROUXE DE VOLTA O BRILHO DE RENATO ARAGÃO E DEDÉ SANTANA PARA AS TELAS ONDE OUTRORA A TROUPE REINOU ABSOLUTA.

OS 5 PIORES DE 2017 :

1- ALIEN COVENANT

2- O CULTO DE CHUCKY

3- PASSAGEIROS

4- A MÚMIA

5- DIÁRIO DE UM BANANA : CAINDO NA ESTRADA

OS 5 MELHORES DE 2017

1- IT – A COISA

2- MULHER MARAVILHA

3- FRAGMENTADO

4- GUARDIOES DA GALÁXIAS : VOLUME 2

5- DUNKIRK

CLÁSSICO REVISITADO: 40 ANOS DE “STAR WARS EPISÓDIO IV : UMA NOVA ESPERANÇA”

            Há quarenta anos o mundo conheceu a saga da família Skywalker, e não foi em uma galáxia tão distante assim. Para mim, então com nove anos, foi na capa de uma revista da extinta Bloch Editores chamando a atenção para o filme que fora anunciado na TV com a imponente trilha sonora de John Williams. George Lucas tinha 33 anos quando “Star Wars – Episodio IV: Uma Nova Esperança” chegou aos cinemas, naquela época chamado de “Guerra Nas Estrelas”, alimentado pelos antigos seriados de “Flash Gordon” (o herói que enfrenta um imperador maléfico), pela estética dos filmes de samurais do renomado Akira Kurosawa (no filme “A fortaleza escondida”, uma princesa é escoltada por território hostil no Japão feudal) e os impressionantes quadrinhos de “Valerian e Laureline” de Pierre Christin e Jean-Claude Mézières, recentemente adaptados por Luc Besson.

STAR WARS IV

             Na época de sua realização, a ficção científica era considerada um sub-gênero cinematográfico, associado a filmes B não levados a sério. Lucas mudou isso a duras custas já que nenhum estúdio se interessou pelo projeto. Tendo convencido a 20th Century Fox a fazer um acordo que daria a Lucas os direitos, assim como a responsabilidade do prejuízo no caso de um eventual fracasso. A Força estava com Lucas, como mostrou o lucro estimado em mais de US$700 milhões e o papel que sua história desempenharia na cultura pop nos anos que se seguiram.

VADER 2

      Nos seis anos seguintes a trilogia encerrou o ciclo com “O Império Contra Ataca” (1981), considerado o melhor dos filmes, e “O Retorno de Jedi” (1983). São muitos os momentos registrados na memória dos fãs, como o momento em que Luke descobre quem é seu pai, os duelos dos sabres de luz ou o imenso cruzador imperial que parece sair da tela na abertura de “Uma Nova Esperança”.

           Sabe-se que os filmes dessa trilogia eram os episódios intermediários de uma história maior, que viria a ser produzida ao longo das décadas. O impacto da história foi expandido para além do cinema quando George Lucas permitiu que autores explorassem a história após os eventos de “O Retorno de Jedi” na forma de HQs e livros. Este universo expandido foi rebatizado de “Legends” (Lendas) quando a Disney comprou os direitos de Lucas, e guarda momentos apreciados por fãs como a trilogia “Herdeiros do Império”, escrita por Timothy Zahn, que mostra a Nova Republica enfrentando o Almirante Thrawn, um militar implacável , sem nenhuma conexão com a Força, que busca reconstruir o Império e esmagar as forças rebeldes.

landscape-1460734471-obi-wan-versus-vader

         “Guerras nas Estrelas” teve indicação para vários Oscars e ganhou sete – melhor direção de arte, melhor figurino, melhor som, melhores efeitos especiais, melhor edição, melhores efeitos sonoros e melhor trilha sonora. Seu elenco era então composto principalmente por desconhecidos, apesar de Carrie Fisher (Princesa Lea) ser filha da consagrada atriz Debbie Reynolds (Cantando na Chuva). As duas únicas exceções são Alec Guiness (1914-2000) , veterano ator que vinha de clássicos como “Lawrence da Arabia” (1962) e “Dr.Jivago” (1964) e Peter Cushing (1913 – 1994) que estrelou vários filmes de terror ao lado de Christopher Lee pela Hammer Films. O trio central formou-se em torno de Lea, Luke (Mark Hamil) e Han Solo (Harrison Ford), heróis de uma epopeia que ainda trazia os icônicos robôs R2D2 (Kenny Baker) e C3PO (Anthony Daniels), este último evocando a clássica imagem de Maria, a robô de “Metropolis” (1927) de Fritz Lang.

            Ná década em que o episódio IV foi originalmente lançado, o público estava acostumado aos filmes- catástrofe (Destino do PoseidonAeroportoInferno na Torre), filmes policiais (Dirty HarryOperação França) e recém-saído dos acordes assustadores do “Tubarão” de Speilberg. Lucas entregou um produto que atingiu em cheio as plateias mais jovens, que não eram o foco das produções cinematográficas da época. Desprovido de qualquer pretensão, o filme transbordou com puro escapismo e foi capaz de encantar – geração após geração – seduzidas pelo apelo irresistível da Força, da imagem hoje emblemática do vilão de negro, Darth Vader, classificado como o terceiro maior do cinema pelo AFI (perdendo apenas para Norman Bates (#2) e Hannibal Lecter (#1) em uma lista de 50 personagens escolhidos em julho de 2003).

STAR WARS iv 2

Ainda tenho na lembrança a primeira exibição do episodio IV na TV, no distante 11 de dezembro de 1983, pela já extinta Rede Manchete. Não havia sido retocado por George Lucas, que modificou cenas para o relançamento de 20 anos do filme, e depois nas sucessivas passagens para outras mídias (DVD, Blu-ray).

           Tampouco tínhamos imagens digitais a nossa disposição, mas marcou tanto quanto no dia de sua estreia nos cinemas brasileiros em janeiro de 1978. Minha geração revive essas emoções a cada reprise e comparecerá aos cinemas para se despedir de Lea no novo filme “Star Wars – Episodio IX:O Ultimo Jedi”. Mas a força sempre estará em  nossos corações.

GOLDEN GLOBE 2018 – OS INDICADOS

GGLOBE

DIVULGADO ONTEM A LISTA DOS INDICADOS PARA O “GOLDEN GLOBE 2018”  CUJA CERIMÔNIA SERÁ REALIZADA EM 7 DE JANEIRO PRÓXIMO EM LOS ANGELES, SENDO APRESENTADA PELO COMEDIANTE SETH MEYERS. OS ATORES ALFRE WOODARD, KRISTEN BELL, GARRET HEDLUND E SHARON STONE ANUNCIARAM A LISTA DOS FILMES E PROFISSIONAIS QUE SERÃO HONRADOS NO BEVERLY HILTON HOTEL E QUE SEMPRE GERA EXPECTATIVA COMO PRÉVIA DO OSCAR VINDOURO. A LISTA A SEGUIR:

Melhor filme – Drama

“Me chame pelo seu nome”
“The Post: A guerra secreta”
“Dunkirk”
“A forma da água”
“Três anúncios para um crime”

Melhor filme – Comédia e musical

“Artista do Desastre”
“Corra!”
“I, Tonya”
“Lady Bird: É Hora de Voar”
“O Rei do Show”

i-tonya

MARGOT ROBBIE EM “I TONYA”

Melhor diretor

Christopher Nolan – “Dunkirk”
Guillermo del Toro – “A Forma da Água”
Martin McDonagh – “Três Anúncios Para um Crime”
Ridley Scott – “All the Money in the World”
Steven Spielberg – “The Post: A Guerra Secreta”

Melhor roteiro

“A Forma da Água” – Guillermo del Toro
“A Grande Jogada” – Aaron Sorkin
“Lady Bird: É Hora de Voar”- Greta Gerwig
“The Post: A Guerra Secreta” – Liz Hannah, Josh Singer
“Três Anúncios Para um Crime” – Martin McDonagh

Melhor atriz de filme – Drama

Frances McDormand – “Três Anúncios Para um Crime”
Jessica Chastain – “A Grande Jogada”
Meryl Streep – “The Post: A Guerra Secreta”
Michelle Williams – “All the Money in the World”
Sally Hawkins – “A Forma da Água”

FORMA DA AGUA

A FORMA DA ÁGUA

Melhor atriz de filme – Comédia ou musical

Emma Stone – “A Guerra dos Sexos”
Helen Mirren – “The Leisure Seeker”
Judi Dench – “Victoria e Abdul – O Confidente da Rainha”
Margot Robbie – “I, Tonya”
Saoirse Ronan – “Lady Bird: É Hora de Voar”

Melhor ator de filme – Drama

Daniel Day-Lewis – “Trama Fantasma”
Denzel Washington – “Roman J. Israel, Esq.”
Gary Oldman – “O Destino de uma Nação”
Timothée Chalamet – “Me Chame pelo Seu Nome”
Tom Hanks – “The Post: A Guerra Secreta”

Melhor ator – Musical ou comédia

Ansel Elgort – “Em Ritmo de Fuga”
Daniel Kaluuya – “Corra!”
Hugh Jackman – “O Rei do Show”
James Franco – “Artista do Desastre”
Steve Carell – “A Guerra dos Sexos”

GSOE_D32_013117_9584.cr2

O REI DO SHOW

Melhor ator coadjuvante

Armie Hammer – “Me Chame pelo Seu Nome”
Christopher Plummer – “All the Money in the World”
Richard Jenkins – “A Forma da Água”
Sam Rockwell – “Três Anúncios Para um Crime”
Willem Dafoe – “Projeto Flórida”

Melhor atriz coadjuvante

Allison Janney – “I, Tonya”
Hong Chau – “Pequena Grande Vida”
Laurie Metcalf – “Lady Bird: É Hora de Voar”
Mary J. Blige – “Mudbound”
Octavia Spencer – A Forma da Água”

Melhor animação

“Com Amor, Van Gogh”
“O Poderoso Chefinho”
“O Touro Ferdinando”
“The Breadwinner”
“Viva: A Vida é uma Festa”

Melhor trilha sonora para filme

“A Forma da Água” – Alexandre Desplat
“Dunkirk” – Hans Zimmer
“The Post: A Guerra Secreta” – Vários
“Trama Fantasma” – Jonny Greenwood
“Três Anúncios Para um Crime” – Carter Burwell

The-Post-Movie-Trailer-2017-Spielberg-Hanks-Streep

THE POST – A GUERRA SECRETA

Melhor filme língua estrangeira

“Em Pedaços”
“First They Killed My Father: A Daughter of Cambodia Remembers”
“Loveless” (Nelyubov)
“The Square”
“Uma Mulher Fantástica”

Melhor série de TV – Drama

“Game of Thrones”
“The Handmaid’s Tale”
“Stranger Things”
“The Crown”
“This Is Us”

Melhor ator em série limitada ou filme feito para TV

Robert De Niro – “O mago das mentiras”
Ewan McGregor – “Fargo”
Geoffrey Rush – “Genius”
Jude Law – “The Young Pope”
Kyle MacLachlan – “Twin Peaks”

hero_Wizard-of-Lies-2017

MICHEELE PFEIFFER & ROBERT DENIRO

Melhor filme para TV ou série limitada

“Big Little Lies”
“Fargo”
“Feud”
“The Sinner”
“Top of the Lake”

Melhor série – Musical ou comédia

“Black-ish”
“Master of None”
“SMILF”
“The Marvelous Mrs. Maisel”
“Will& Grace”

Melhor ator de série de TV – Musical ou comédia

Anthony Anderson – “Black-ish”
Aziz Ansari – “Master of None”
Eric McCormack – “Will & Grace”
Kevin Bacon – “I Love Dick”
William H. Macy – “Shameless”

Melhor ator de série de TV – Drama

Bob Odenkirk – “Better Call Saul”
Freddie Highmore – “The Good Doctor”
Jason Bateman – “Ozark”
Liev Schreiber – “Ray Donovan”
Sterling K. Brown – “This Is Us”

Good-Doctor1-1024x683

FREDDIE HIGHMORE – THE GOOD DOCTOR

Melhor atriz de série de TV – Drama

Caitriona Balfe – “Outlander”
Claire Foy – “The Crown”
Elisabeth Moss – “The Handmaid’s Tale”
Katherine Langford – “13 Reasons Why”
Maggie Gyllenhaal – “The Deuce”

Melhor atriz de minissérie ou filme feito para TV

Jessica Biel – “The Sinner”
Jessica Lange – “Feud”
Nicole Kidman – “Big Little Lies”
Reese Witherspoon – “Big Little Lies”
Susan Sarandon – “Feud”

Melhor atriz de série de TV – Musical ou comédia

Alison Brie – “GLOW”
Frankie Shaw – “SMILF”
Issa Rae – “Insecure”
Pamela Adlon – “Better Things”
Rachel Brosnahan – “The Marvelous Mrs. Maisel”

Melhor atriz coadjuvante em série, minissérie ou filme para TV

Ann Dowd – “O Conto da Aia”
Chrissy Metz – “This Is Us”
Laura Dern – “Big Little Lies”
Michelle Pfeiffer – “O Mago das Mentiras”
Shailene Woodley – “Big Little Lies”

Melhor ator coadjuvante para série, minissérie ou filme feito para TV

Alexander Skarsgård – “Big Little Lies”
Alfred Molina – “Feud”
Christian Slater – “Mr. Robot: Sociedade Hacker”
David Harbour – “Stranger Things”
David Thewlis – “Fargo”